domingo, 20 de maio de 2018

CONHEÇA UM POUCO DA HISTÓRIA DE MAURÍLIO PINTO. Velório começou as 06:00h na rua São José

 

postado por blog  o cidadao

Por AGORA RN
O velório terá início às 6 horas deste domingo no Centro de Velório da rua São José, com missa às 15 e sepultamento às 16 horas, no cemitério Morada da Paz, em Emaús. Maurílio deixa mulher (Clarissa) e quatro filhos (Ana Cláudia, Adriana, Maurílio Júnior e Fabiana).
Segundo Ana Cláudia Medeiros, filha mais velha de Maurílio, antes da internação hospitalar, seu pai vinha se queixando de dores no pé, após sofrer uma pancada. “Percebemos que o ferimento estava piorando a cada dia, chegando inclusive a inflamar. Resolvemos, então, levá-lo ao hospital para iniciar o tratamento. O problema é que, devido ao diabetes, ele já apresentava problemas de circulação. Também não estava respondendo satisfatoriamente à medicação. Foi quando os médicos resolveram amputar um dos dedos do pé esquerdo. Só que o problema circulatório continuou e aí foi preciso amputar a perna. Ele chegou a ser entubado e precisou de doações de sangue. A partir daí, vinha se recuperando bem, até ter essa piora”, relatou.
De acordo com ela, desde que Maurílio se aposentou, em 2011, vinha mantendo uma rotina tranquila. “Devido à limitação de mobilidade, por conta do AVC, que comprometeu os movimentos do lado esquerdo, meu pai preferia ficar em casa, curtindo os filhos, netos e bisneta. Sempre estava lendo alguma coisa em seu escritório, recebendo amigos e se atualizando nos fatos cotidianos. Nunca deixou de ajudar a quem lhe pedisse um favor”.
Desde que começou a carreira na polícia, em 1964, como motorista do pai – coronel PM Bento Manoel de Medeiros -, a trajetória de vida de Maurílio Pinto de Medeiros foi sempre marcada com êxito no seu trabalho de investigar e elucidar crimes diversos, desde assassinatos a sequestros.

Para ele, que dizia não temer a morte, somente a covardia humana, não existia crime sem solução. Era contra a pena de morte, mas defendia leis mais duras contra os bandidos. De voz mansa e olhar penetrante, Maurílio foi um policial nato, onde parecia prevê algo, antes de delegar alguma missão a sua equipe de agentes. Na maioria das ‘botadas’ (investidas) que dava, quadrilhas inteiras eram presas.
Considerado o maior delegado do Rio Grande do Norte, ele dedicou 47 anos ininterruptos à Polícia Civil, onde deixa um legado de competência, talento e honestidade.
Mesmo após ter sofrido um acidente vascular cerebral (AVC), há 17 anos, o “Xerife” – apelido que recebeu dos colegas, após receber o título de xerife e uma insígnia em forma de estrela, durante um curso no Texas (EUA), em 1997 – seguiu no comando da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECAP), levando à prisão, inúmeros criminosos de alta periculosidade. Maurílio também coordenou a Central de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do RN.
“Mão Branca”
Em 2001, o ex-presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do Rio Grande do Norte, Roberto de Oliveira Monte, acusou Maurílio Pinto, de chefiar um grupo de extermínio responsável por dezenas de mortes, entre as quais a do advogado Gilson Nogueira Carvalho. O advogado foi morto com 17 tiros no dia 20 de outubro de 2001, após denunciar assassinatos e torturas cometidas supostamente por agentes policiais.
A partir daí, o Ministério Público criou uma comissão de investigação independente que, após ouvir mais de 100 testemunhas, teria concluído que “a Polícia Civil e funcionários da Secretaria de Segurança Pública haviam cometido os crimes investigados” e classificou os acusados como integrantes de um grupo de extermínio conhecido como “Meninos de Ouro”, comandado por Maurílio, na época secretário-adjunto de Segurança Pública.
Em 1997, o então ministro da justiça, Nelson Jobim, pediu ao governador Garibaldi Alves Filho, a exoneração de Maurílio da chefia da Polícia Civil. A solicitação foi atendida pelo chefe do Executivo.
O delegado admitiu alguns erros – ‘mesmo sem maldade’ -, fazer escutas telefônicas sem autorização judicial, mas negou veementemente comandar o suposto grupo de extermínio (Mão Branca).
Contudo, em caso de revide, por parte do crime, Maurílio era incisivo ao concordar que ‘bandido bom é bandido morto’.
Em 2014, ele foi inocentado da denúncia de improbidade administrativa em consequência dos grampos telefônicos.

sexta-feira, 18 de maio de 2018

Morre na Paraíba o professor e religioso “Padre Osvaldo”

UM DOS IN CONES DA RELIGIÃO, DA VIRTUDE COMO PREGADOR DA PALAVRA DE DEUS EM TODAS AS PARÓQUIAS DA REGIÃO POR ONDE ELE PASSOU... SAUDADES Pe. OSVALDO, LACUNAS IMPREENCHÍVEL...MARCELINO VIEIRA ESTÁ DE LUTO TAMBÉM, DA  PERDE DESSE FILHO ILUSTRE !!! 

POROROCA E FAMÍLIA

 

BLOG  O CIDADAO


Faleceu nesta sexta-feira (18) às 3 horas, no Hospital Santa Terezinha em Sousa-PB, “Padre Osvaldo”, 87, ex-prefeito por três mandatos do município de Luís Gomes (região Oeste do RN a 442,9 quilômetros de Natal e 205 de Mossoró).
Osvaldo: religião e educação (Foto: Portal Luís Gomes)
Mesmo fora de atividades formais na Igreja Católica, Padre Osvaldo residia no centro da cidade, próximo à matriz de Senhora Sant’Anna, da qual foi pároco durante muitos anos.
O corpo de Padre Osvaldo será velado na Matriz de Senhora Sant’Anna, em Luis Gomes, e o seu sepultamento neste domingo, dia 20, às 15h, após a Celebração das Exéquias presidida pelo Bispo Diocesano Dom Mariano Manzana.  Padre Osvaldo será sepultado no cemitério da cidade logo em seguida.
Educação
Raimundo Osvaldo da Rocha, o padre Osvaldo, nasceu na comunidade rural de Mutambeira (Sobral) no dia 4 de agosto de 1930.
Passou à condição de vigário local no dia 10 de fevereiro de 1960, aos 29 anos.
Ele também foi professor da Universidade do Estado do RN (UERN), além de ter criado e atuado como docente da Escola Comercial Luís Gomes (que hoje leva seu nome).
Outro importante trabalho foi a parceria com o empresário João Claudino Fernandes, para gerar a Escola Profissional Francisca Fernandes Claudino, transformada posteriormente na Fundação Francisca Fernandes Claudino (FUNFFEC), que dirigiu por muitos anos.
Com informações adicionais do portal Luís Gomes RN e Diocese de Mossoró.


SAUDADE Pe.  RAIMUNDO OSVALDO ROCHA !

Aposentadoria por idade será aprovada por internet e telefone

 

postado por blog  o cidadao 


Por Robson Pires
A partir de segunda-feira (21), o INSS deixará de agendar atendimento presencial para a realização de pedidos de aposentadoria por idade. As solicitações, feitas por internet ou telefone, vão ser analisadas automaticamente.
Se os dados no Cnis (Cadastro Nacional de Informações Sociais) estiverem corretos, o benefício já será concedido. Só vai ser necessário comparecer à agência se houver alguma pendência na documentação. Após o pedido feito pelo telefone 135 ou pelo site Meu INSS (https://meu.inss.gov.br/), o segurado recebe um protocolo e pode acompanhar o andamento do processo.

quinta-feira, 17 de maio de 2018


ILUSTRÍSSIMOS  VEREADORES DE MARCELINO VIEIRA, SE APRESENTE A POPULAÇÃO, DEFENDENDO A  NECESSIDADES, BUSCANDO URGENTES SOLUÇÕES NO ABASTECIMENTO DA ÁGUA DA CIDADE  !!!



    A POPULAÇÃO COBRA AOS SENHORES VEREADORES  OPOSIÇÃO E SITUAÇÃO, SE UNIREM  E SE TORNAREM A PÚBLICO O DESEJO DE BENEFICIAR A POPULAÇÃO JUNTO A CAERN, LOCAL E REGIONAL MEDIDAS URGENTES PARA RESTABELECER O ABASTECIMENTO DO PRECIOSO LÍQUIDO NAS TORNEIRAS DE SUAS RESIDÊNCIAS. SENDO ASSIM,VOCÊS VEREADORES NÃO ESTÃO FAZENDO FAVORES A POPULAÇÃO, É UMA OBRIGAÇÃO QUE LHE É ATRIBUÍDA COMO LEGISLADOR E REPRESENTANTE  DO POVO.  LUTEM BUSQUEM URGENTES SOLUÇÕES NÓS TEMOS ÁGUA PARA NOS ABASTECER 3 ANOS  CONSECUTIVOS...
A POPULAÇÃO  AGRADECE !!!

BLOG  O CIDADAO

MARCELINO VIEIRA   URGENTE

POPULAÇÃO DE MARCELINO VIEIRA PEDE URGÊNCIA  AS AUTORIDADES RESPONSÁVEIS  PELO RESTABELECIMENTO DA ÁGUA,  O RESERVATÓRIO ESTÁ COM 97% DE SUA CAPACIDADE DE VOLUME  PÚBLICO,  E CIDADE PASSANDO SEDE  !!!


     A POPULAÇÃO DE MARCELINO VIEIRA PEDE SOCORRO URGENTE NO ABASTECIMENTO DÁGUA DA CIDADE, A  POPULAÇÃO JÁ NÃO SUPORTA MAIS TANTO MASSACRE MOROSIDADE PARA REELIGAR O ABASTECIEMTNO DA CIDADE. ENQUANTO JOSE DA PENHA TENENTE  OUTRAS CIDADES  QUE NÃO POSSUI A CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO DÁGUAQ  COMO O NOSSO, JÁ RESTABELECEU O ABASTECEMENTO NOSSO MUNICÍPIO SOFRE O ABONDONO DESCASO POR PARTE DOS GERENTE GERAL E LOCAL DA CAERN. A POPULAÇÃO JÁ NÃO SUPORTA A SEDE DA CIDADE, ÁGUA MUITO CARA COMPRADA POR LATA A PREÇO DE 3 REAIS, 18 LITROS, CLAMAMOS  AS AUTORIDADES LOCAIS GOVERNAMENTEIS, A CÂMARA MUNICIPAL DE  VEREADORES SE PRONUNCIAREM  JÁ PASSA DE TANTA ESPERA DA COMODIDADE DOS NOSSOS REPRESENTATES, QUE DEVFERIAM  ESTÁ REPRESENTANDO AS SOLUÇÕES E PROBLEMAS QUE AFLIGEM A POPULAÇÃO URBANA DA CIDADE. DIZ,   TÁ NA HORA DE AREGASSAR AS MANGAS LEVANTAR VOZ SRS. VEREADORES  !!!

BLOG  O CIDADAO

terça-feira, 8 de maio de 2018

Pauferrense é preso após atirar contra adolescente com uma espingarda bate bucha na cidade de Marcelino Vieira-RN 

 

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO 

A Polícia Militar prendeu na noite deste domingo(06), por volta das 22h30, um pauferrense de 42 anos, residente na Rua Francisco Mendes em Marcelino Vieira, acusado de tentativa de homicídio. 

O fato ocorreu em frente à residência do acusado quando um adolescente passava em frente e foi atingido superficialmente e antes que o acusado recarregasse a arma o adolescente reagiu atirando pedras contra seu agressor, momento que os militares sob o comando do sargento Araújo chegaram e realizaram a apreensão da arma e prisão do acusado. Ambos foram submetidos a exames de corpo de delito e apresentados a 8ª Delegacia Regional de Polícia de Alexandria para as providencias cabíveis.

Defesa de Lula se manifesta contrária à possível transferência de Curitiba

 

POSTADO POR BLOG O CIDADAO 


Por Robson Pires
A defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou, nesta segunda-feira (7), contrária a uma possível transferência dele da Superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba. A permanência já foi defendida pelo Ministério Público Federal (MPF).
Ele está preso desde o dia 7 de abril, após condenação por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, em duas instâncias, no caso do triplex em Guarujá (SP).
A PF e o município de Curitiba já haviam pedido que Lula fosse transferido para uma unidade prisional. Os advogados, porém, argumentam que por ter sido presidente ele tem direito a ficar detido em uma sala especial, como a que ocupa em Curitiba.

PAU DOS FERROS: VEREADOR DENUNCIA TRANSPORTE DE CARNE REALIZADO PELA PREFEITURA.

O vereador Francisco Monteiro, "Sargento Monteiro", veiculou em sua página pessoal de facebook, uma denúncia que independentemente de ser ou não responsabilidade da prefeitura de Pau dos Ferros, deve ser investigada e que a saúde pública do município possa manifestar-se e ampliar a fiscalização do transporte de carne para açougues e frigoríficos. Independentemente de onde iria esta carga.
O parlamentar postou uma foto, onde carne bovina é transportada de forma inteiramente indevida, em cima de caminhonete, abertas, sem a proteção devida, o que fere as normas sanitárias legais.
Verdadeiramente, é inadmissível, que um município permita o transporte de carne nas condições da imagem ao lado. Mesmo que tenha sido um caso isolado.
Na postagem do parlamentar, dezenas de comentários e compartilhamentos.
Com a palavra a secretaria de saúde e/ou órgão responsável.
Fonte:
https://rnpoliticaemdia2012.blogspot.com.br/2018/05/pau-dos-ferros-vereador-denuncia.html

terça-feira, 8 de maio de 2018

Bandidos explodem carro-forte e fazem reféns durante assalto no interior do Ceará

 

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO 


Bandidos armados explodiram, na manhã desta segunda-feira (7), um carro-forte durante um assalto na rodovia CE-176, entre as cidades de Santa Quitéria e Sobral, na Região Norte do Ceará.
Segundo a polícia, a quadrilha abordou o veículo e anunciou o asssalto. Os seguranças precisaram sair do veículo, e os homens detonaram o carro-forte, que ficou destruído.
Os homens conseguiram ter acesso ao dinheiro que estava no cofre do carro-forte, de acordo com a polícia. Logo após o crime, a quadrilha fugiu em dois veículos, sendo um deles uma ambulância. Na fuga os bandidos fizeram reféns o motorista da ambulância e outras pessoas que estavam no local.
Equipes da Polícia Militar de Santa Quitéria e de outras cidades vizinhas foram acionadas para fazer buscas na região. Uma aeronave da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) de Sobral também auxiliou na operação. No entanto, ninguém foi preso.
Foi o quarto ataque a carro-forte neste ano no Ceará, de acordo com dados do Sindicato dos Bancários.

G1 CE

Toffoli vota contra Lula e Segunda Turma deve manter prisão do ex-presidente

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO

Foto: STF
Aguardado pelos aliados do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como um possível voto favorável à liberdade dele, o ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), frustrou as expectativas. Ele votou para negar o recurso que poderia garantir a liberdade de Lula. Assim, o mais provável é que haja maioria na Segunda Turma da Corte para rejeitar o pedido da defesa, mantendo o ex-presidente atrás das grades. Antes de Toffoli, o relator, ministro Edson Fachin, também já havia votado contra Lula. Faltam agora os votos dos ministros Ricardo Lewandowski, Gilmar Mendes e Celso de Mello. O voto de Celso, o mais antigo integrante do STF, também deve ser contrário ao ex-presidente. Assim, mesmo que obtenha o apoio dos outros dois, Lula sairá derrotado.
O julgamento do recurso em que a defesa do ex-presidente pede sua liberdade foi marcado para entre os dias 4 e 10 de maio. O caso está sendo analisado pela Segunda Turma no chamado “julgamento virtual”. Isso significa que os ministros não precisam se reunir fisicamente. Seus votos estão sendo incluídos no sistema do STF.
No recurso, a defesa de Lula atira em várias direções na tentativa de que uma delas dê certo. Vai de razões processuais à menção a trecho da Constituição segundo o qual “ninguém será considerado culpado até o trânsito em julgado de sentença penal condenatória”. O trânsito em julgado ocorre quando não é mais possível apresentar recursos contra a decisão da justiça. O entendimento vigente hoje no STF permite prisão após condenação em segunda instância, caso de Lula.
Em 6 de abril, quando o juiz Sérgio Moro já tinha decretado sua prisão, mas Lula não tinha se entregado, a defesa apresentou um ação no STF com pedido liminar para evitar sua prisão. Em 7 de abril, Fachin negou a solicitação e Lula se entregou à Polícia Federal (PF). Em 13 de abril, a defesa recorreu. Em parecer, a Procuradoria-Geral da República pediu a manutenção da decisão de Fachin.
Uma resolução de julho de 2016 permite que recursos como o apresentado por Lula sejam analisados virtualmente. O teor dos votos e o resultado são conhecidos apenas no final. Qualquer ministro, porém, pode pedir destaque, levando o caso ser julgado presencialmente.
A defesa entende que Lula deve ser solto e ter a garantia de ficar livre até que “sua prisão seja fundamentada”. Os advogados destacaram que o STF autoriza atualmente a execução da pena após a segunda instância, mas não a torna obrigatória. Segundo a defesa, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) não fundamentou devidamente a ordem de prisão.
Lula foi condenado a 12 anos e um mês de prisão pelo TRF4 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá (SP), elevando a pena de nove anos imposta anteriormente por Moro. No começo de abril, o STF negou um habeas corpus da defesa, abrindo caminho para a decretação da prisão. Lula está detido desde o dia 7 de abril em Curitiba.
No dia 13, ao recorrer novamente ao STF, a defesa pediu que Fachin reconsiderasse a decisão em que manteve a validade do decreto de prisão. Alternativamente os advogados de Lula pediram que o ministro levasse a decisão para análise da Segunda Turma da corte, da qual fazem parte ele e outros quatro ministros.
O Globo

Atibaia pode render pena maior que a do tríplex para LULA

 

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO

No processo do tríplex no Guarujá, Lula disse que não era o proprietário e que jamais passou uma noite no imóvel. Admite que visitou o apartamento na companhia de Léo Pinheiro, da OAS. Alega que Marisa pensou em comprá-lo. Mas desistiu. Esse lero-lero, como se sabe, não colou. Agora, tenta-se o mesmo truque no processo sobre o sítio de Atibaia. Arrolado como testemunha de defesa, o presidente do Instituto Lula, Paulo Okamotto, disse que soube que Lula pensou em comprar o sítio.
É muito curiosa a relação de Lula com os imóveis. Ele pensa em comprar uma propriedade e, subitamente, a OAS, a Odebrecht ou as duas providenciam os confortos. No tríplex, o elevador, a cozinha, a sauna… No sítio, outra cozinha, a reforma da sede, a construção de anexos… De repente, quando a coisa vira escândalo, Lula sai de fininho pela porta de emergência. ”Não é meu, não tenho nada a ver com isso.”
São fartas as evidências de que Lula usufruía do sítio como dono. Servidores que assessoram o ex-presidente receberam da União 1.096 diárias por viagens a Atibaia entre 2012 e 2016. Funcionários do sítio trocaram e-mails com o Instituto Lula. Havia roupas e objetivos pessoais de Lula e Marisa espalhados pela casa. Tudo isso e mais R$ 1 milhão em reformas custeadas pela Odebrecht, com cozinha da OAS. Se o mimo do Guarujá custou a Lula 12 anos e 1 mês de cadeia, o caso do sítio deve render condenação semelhante ou até maior.
JOSIAS DE SOUZA

Aliados de Lula contam com nova derrota no STF

 

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO

A notícia de que o ministro Dias Toffoli votou contra recurso que pedia a libertação de Lula na Segunda Turma do Supremo deixou desanimados os aliados do preso mais ilustre da Lava Jato. Toffoli acompanhou o voto do relator Edson Fachin. Dá-se de barato entre os apologistas do movimento “Lula Livre” que Celso de Mello fará o mesmo. Nessa hipótese, estaria formada uma maioria de pelo menos 3 a 2, pois a turma é composta por cinco ministros. Ainda que Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski votassem a favor da abertura da cela de Lula, o jogo estaria jogado.
O julgamento do recuso é “virtual”. Foi aberto por Fachin na última sexta-feira. E o prazo para que todos os ministros da Segunda Turma adicionem seus vogos no sistema eletrônico do Supremo termina na quinta-feira (10). Lula está preso numa sala da Polícia Federal, em Curitiba, desde 7 de abril. Seu encarceramento fez aniversário de um mês nesta segunda-feira. A despeito dos maus presságios, o preso disse ao amigo Leonardo Boff, que o visitou, que é “candidatíssimo”. Absteve-se de explicar como se livrará da tranca e do título de ficha-suja.
JOSIAS DE SOUZA

Criminosos usaram submetralhadora para matar Marielle, diz polícia

 

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO

A arma usada para assassinar a vereadora Marielle Franco e seu motorista, Anderson Gomes, em 14 de março, no centro do Rio de Janeiro, foi uma submetralhadora.
A informação, revelada pelo programa Domingo Espetacular, da TV Record, foi confirmada ao UOL por uma fonte da Polícia Civil ligada à investigação.
A vereadora do PSOL e seu motorista foram mortos em uma emboscada. Criminosos ainda não identificados emparelharam um carro ao lado do veículo em que Marielle e Anderson estavam e dispararam. Os dois morreram na hora e uma assessora que também estava no carro sobreviveu.
A polícia encontrou no local ao menos oito cápsulas de projéteis de calibre 9 mm. Esse é o tipo mais comum de munição usado em submetralhadoras no Brasil. A polícia descobriu que os projéteis haviam sido roubados de um lote produzido no país, que se destinaria à Polícia Federal.
Inicialmente, a polícia analisou a possibilidade de os tiros terem sido sido disparados de uma pistola, mas a hipótese foi descartada. A munição de calibre 9 mm pode ser usada tanto em pistolas como em submetralhadoras. Porém, quando é disparada de uma submetralhadora seu poder destrutivo é maior —assim como a cadência de tiros.
A fonte da Polícia Civil afirmou que há indícios de que a submetralhadora usada foi uma HK MP5, arma desenvolvida na Alemanha na década de 1960. Essa submetralhadora é usada em dezenas de países, tem diversas variações de modelos e é considerada muito comum.
No Brasil, ela é usada por forças de segurança (polícias militares e federais), colecionadores e pode ser adquirida ilegalmente no mercado negro. É uma arma usada geralmente em combates a curta distância.
O ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, já havia afirmado que uma das principais linhas de investigação da polícia é de que milicianos poderiam estar envolvidos no assassinato.
As milícias são grupos de ex-policiais e criminosos que vendem “proteção” ao estilo mafioso e comercializam ilegalmente serviços como TV a cabo e transporte em favelas do Rio de Janeiro.
A polícia afirmou ter achado cápsulas e projéteis usados no assassinato da vereadora e de seu motorista, mas não deixou claro se encontrou ou não a arma usada no crime. Em teoria, os furos no carro das vítimas e os projéteis recuperados poderiam indicar aos peritos se os tiros saíram de uma submetralhadora ou uma pistola.
FOLHAPRESS

Menino ‘ressuscita’ após pais autorizarem desligamento de aparelhos

 

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO


Por Robson Pires, em


Uma criança do Estado do Alabama, nos Estados Unidos, despertou do coma pouco depois de seus pais assinarem os documentos para doar seus órgãos antes de os aparelhos que o mantinham vivo nos últimos dois meses serem desligados.
Trenton McKinley, de 13 anos, ficou inconsciente por dois meses após sofrer um acidente de trânsito quando estava com alguns de seus amigos no condado de Mobile, no Estado do Alabama.
O menino estava em uma carretinha puxada por um trailer na hora do acidente, foi arremessado e sofreu sete fraturas no crânio quando o veículo caiu por cima dele, de acordo com uma emissora local.
A mãe relatou que temeu o pior após ver o filho em uma maca só com os pés não cobertos por um lençol. Ela havia sido informada que o menino permaneceu morto.
“Quando ele acordou nos disseram que ele nunca voltaria a ser normal outra vez”, disse Jennifer Reindl à FoxNews.
Segundo a família, McKinley ficou meses dependendo de suporte vital, praticamente não respirando. Foi quando a família foi abordada sobre a difícil decisão de doar os órgãos do filho para cinco crianças que esperavam por um transplante.
Um dia antes de os médicos desligarem os aparelhos, com a autorização dos pais para doar os órgãos em mãos, o menino mostrou sinais de que pode readquirir consciência.
A família e os médicos classificaram a recuperação do menino como um “milagre”. Apesar das adversidades que ele ainda enfrenta, McKinley apresentou grande melhoria desde então.
O menino ainda sofre diariamente com convulsões e perdeu 23 quilos desde o acidente.
EFE / ESTADÃO

domingo, 6 de maio de 2018

sábado, 5 de maio de 2018

Cuidado! Mulher é presa porque avisou que tinha blitz

 

postado por blog  o cidadao 

Uma mulher foi presa no Ceará por alertar em rede social sobre a realização de uma blitz da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na cidade de Irauçuba, no interior do estado, nesta quinta-feira (3). De acordo com o delegado da Polícia Civil do município, André Firmino, a suspeita “atentou contra segurança e funcionamento do serviço público de segurança” quando informou a demais pessoas sobre a operação da Polícia Rodoviária.
Conforme a Polícia Civil de Irauçuba, a publicação que alertava sobre a presença da blitz foi comunicada aos policiais na tarde de quinta-feira. A mensagem postada no Facebook informava “local preciso” e horário em que policiais trabalhavam na fiscalização de veículos e motoristas na BR-222.
Os policiais identificaram a autora da postagem, fizeram buscas e prenderam a mulher. “Informar as pessoas sobre o trabalho da polícia é um atentado contra a segurança, pode alertar criminosos sobre que locais evitar e onde eles vão praticar ações criminosas naquele dia”, explicou um policial.
“Foi a primeira vez que a polícia local registrou uma ocorrência dessa natureza, mas o rigor da lei é necessário para evitar que traficantes e assaltantes façam planejamento de crimes com base nessas informações”, conclui.
A suspeita foi encaminhada à Delegacia Regional de Itapajé e liberada na tarde de sexta-feira (4), após prestar depoimento e pagar fiança.
G1

Justiça barra 1 em cada 4 acordos de rescisão feitos entre patrão e empregado

 

postado por blog  o cidadao

Novidade da reforma trabalhista, a homologação de acordos entre patrão e empregado para encerrar o contrato, é alvo de resistência dentro dos tribunais.
Juízes rejeitaram um a cada quatro acordos analisados de janeiro a março, segundo balanço inédito do TST (Tribunal Superior do Trabalho). Eles foram barrados pelos juízes principalmente devido à grande abrangência, que, na visão deles, pode prejudicar os trabalhadores.
Dos mais de 5.000 acertos julgados no primeiro trimestre, 75% (3.800) foram homologados pela Justiça.
A homologação na Justiça de acordos entre patrão e empregado é uma previsão criada pela reforma trabalhista, que entrou em vigor em novembro de 2017.

Ao mesmo tempo, a nova lei acabou com a obrigação de homologar rescisão no sindicato, que reconhece só a quitação dos valores pagos.
Agora, o contrato pode ser encerrado na própria empresa. Se quiserem, patrão e trabalhador podem submeter o acordo à Justiça.
A análise dos primeiros meses dessa nova possibilidade revela que o alcance dos acordos é o grande impasse.
“Alguns juízes estão se recusando a homologar. Geralmente, é quando tem a cláusula de quitação geral”, relata o juiz auxiliar da vice-presidência do TST, Rogerio Neiva.
Esse dispositivo impede o trabalhador de fazer qualquer questionamento no futuro, como pedir indenização por uma doença ocupacional.
Além dos casos em que os juízes vetam o acordo, eles também podem homologar de forma parcial.
“Quando o juiz, sem ouvir as partes, homologa o acordo ressalvando a cláusula de quitação geral, me parece que ele está mudando seu acordo sem te ouvir”, critica Neiva.

O presidente da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), Guilherme Feliciano, rebate as críticas de que alguns juízes evitam aplicar a nova legislação e argumenta que nenhum ponto da reforma diz que os acordos devem ter quitação geral, ampla e irrestrita.
Para Feliciano, o novo procedimento não pode ter uma abrangência tão grande.
“Tem que ser restrita a títulos e valores indicados na peça inicial. Se for por esse caminho, pode ser útil. Se não, pode gerar confusão”, diz. “Não podemos permitir que seja usado para sacrificar direitos.”
Sócio de um escritório que apresentou mais de 40 acordos, o advogado Osmar Paixão estima que a Justiça não tenha dado aval a metade dos casos.
“Os juízes mantêm a mentalidade, como se o novo instrumento não tivesse possibilidade de dar ampla, geral e irrestrita quitação. Eles não estão dando a amplitude toda”, reclama o advogado.
Os casos representados por Paixão são principalmente de empresas das áreas financeira e de varejo, em acordos que tratam, entre outros pontos, de hora extra e diferença salarial por desvio de função.
Como em outras ações, cabe recurso da decisão.
Para Neiva, o caminho é analisar caso a caso. “Há situações em que será prudente não dar quitação total e ponto final. Tem outras que, analisando, não tem problema”, diz.
O juiz alerta, ainda, para a necessidade de usar o mecanismo de maneira ética. “Se rolar picaretagem e tentarem usar isso para enganar e prejudicar o empregado, será o caminho para o fracasso.”
A reforma estabeleceu que empresa e trabalhador precisam ser representados por advogados e que devem ser profissionais diferentes.
Em outros pontos, falta regulamentação, segundo Neiva. A lei não veta, por exemplo, que os advogados sejam do mesmo escritório. Também não limita local ou meios para negociação do acordo.
“Na empresa? Escritório do advogado? Boteco? Embaixo da árvore? A lei não fala. Pode ser feito via WhatsApp, email, telefone?”, afirma Neiva. “Em algum momento, acredito que o TST vai ter de enfrentar o tema.”
O tribunal criou uma comissão de ministros para estudar a aplicação da reforma. O prazo para conclusão do trabalho foi prorrogado para 18 de maio.
Entre outros pontos, a expectativa é que eles definam se as regras da reforma trabalhista devem valer apenas para os novos contratos.
Ives Gandra Martins Filho, ministro do TST e um defensor dos acordos coletivos, reforçou a posição crítica em relação à forma como os colegas têm tratado a reforma trabalhista.
Em evento na semana passada, na capital paulista, Gandra Filho disse que a insegurança jurídica após a reforma trabalhista é criada por juízes que não aceitaram a nova lei.
“Não é a reforma que está gerando insegurança, são os juízes que não querem aplicá-la”, diz Gandra Filho.
Para o ministro, que deixou o posto de presidente do TST em fevereiro deste ano, esse movimento é um “suicídio institucional”.

“Se esses magistrados continuarem se opondo à modernização das leis trabalhistas, eu temo pela Justiça do Trabalho. De hoje para amanhã, podem acabar com [a instituição]”, disse ele.
FOLHAPRESS

sábado, 5 de maio de 2018


BLOG CIDADAO INFORMA   !!!

O BLOG O CIDADAO PRESTIGIA E MANTÉM  SEUS SEGUIDORES DIARIAMENTE COM INFORMAÇÕES, POLÍTICAS, JURÍDICAS E  JUDICIAIS, ECONOMIAS E SOCIAIS, ACESSEM E SE MANTENHAM INFORMADOS DE TUDO QUE ACONTECE NO BRASIL, NO ESTADO E REGIONAL. ...

BLOG  O CIDADAO