sábado, 20 de setembro de 2014

A participação do ex-presidente Lula no programa de Robinson deverá causar um estremecimento entre as candidaturas majoritárias estadual e nacional.
O grupo de Henrique optaria por dar as costas à reeleição da presidente Dilma Rousseff…


O   CIDADAO

Quais são os alimentos ideais para queimar gorduras?

Quais são os alimentos ideais para queimar gorduras?
Você pode dizer rapidamente 10 alimentos que servem para queimar a gordura? Não tem nem ideia? Realmente há uma ampla variedade de frutas e verduras que podem ajudar neste objetivo, e adicionando-os a sua dieta sem dúvidas te ajudarão a perder peso.

Esses alimentos também são conhecidos como “alimentos de calorias negativas” e têm o que se conhece como um alto valor “termogênico”. Em outras palavras, estes alimentos utilizam mais calorias que outros para levarem a cabo a digestão.
Este processo acelera o metabolismo e por isso o organismo acaba por queimar mais gorduras.
Os nutrientes presentes nestes alimentos ajudam na decomposição dos depósitos de gordura e fazem com que seja mais fácil para o corpo elimina-la.
Além disso, quanto seu corpo está bem alimentado ele exerce um efeito positivo no mantimento do nível de açúcar no sangue. Regular o nível de açúcar no sangue é o método mais eficaz para manter a capacidade de queimar gorduras do corpo, mediante a eliminação da sensação de fome.
Não é um milagre e devemos completar essa prática com atividade física de pelo menos 30 minutos, duas ou três vezes por semana, se quisermos realmente acabar com a gordura.
Devemos incorporar alguns alimentos a todas as nossas refeições para garantir uma alimentação saudável que, unida ao exercício físico contínuo, será a chave para perder quilo e, principalmente, gordura.

Alimentos que nos ajudam a comer menos e queimar gorduras


- Água. Obviamente, não é um alimento em si, porém, beber água ajuda a eliminar toxinas contidas em nosso corpo, hidratando e colaborando no processo de digestão de alimentos. A água produz uma sensação de saciedade que faz com que comamos menos.
- Alimentos ricos em fibra. Ao consumir alimentos com um alto nível de fibra, nos sentimos saciados e passamos a comer menos nas refeições mais pesadas. Estes alimentos não queimam gordura, porém nos ajudam a comer menos, o que é fundamental.
- Chá verde. É, sem dúvida, o grande aliado das dietas para emagrecimento. É um queimador de gorduras fantástico, porque acelera o metabolismo e a cafeína que contém também contribui para queimar mais calorias sem atividades.
- Vitamina C. Alimentos como o brócolis, os pimentões, o kiwi, o limão e a toranja, entre outros, têm uma grande quantidade de vitaminas C que contribui no processamento das gorduras mais rápido, desta forma também perdemos peso mais rápido.

kiwi

- Lácteos. Alimentos como iogurte, leite e queijo, eliminam a atividade do calcitrol, hormônio que retém as gorduras.
- Proteínas. Favorecem a criação de massa muscular, algo essencial para perder peso. É importante escolhas as proteínas (carnes, peixes e frango) que tenham menor quantidade de gorduras, pois caso o contrário os resultados não serão os mesmos.

Tenha em conta que o consumo de alimentos que queimam gordura pode ser de grande ajuda, mas deve estar associado a uma disciplina geral. Em outras palavras, logicamente não se pode comer toneladas e pensar que bebendo chá verde compensaremos o que consumimos.
Os efeitos destes alimentos normalmente flutuam entre 3 e 10% de aumenta da atividade metabólica o nas calorias queimadas durante o dia.
Consumir outros alimentos que freiam o apetite, como os ricos em fibra, que oferecerão uma valiosa ajuda para manter a sensação de saciedade por mais tempo, também será de grande ajuda, por no fim você necessitará comer menos do que o habitual e queimará as gorduras que deseja.


O     CIDADAO

sexta-feira, 19 de setembro de 2014


Oscilação negativa obriga Marina a fazer política


Intenção de voto

Presidência da República


Dilma Rousseff

Marina Silva

Aécio Neves

Eduardo Jorge

Everaldo Pereira

Luciana Genro

José Maria

Levy Fidelix

Outros

Brancos e nulos

Indecisos
17 Jul 2014
18 Ago 2014
29 Ago 2014
03 Set 2014
10 Set 2014
19 Set 2014
0%5%10%15%20%25%30%35%40%
37%
30%
17%
Surrada abaixo da linha da cintura na propaganda eleitoral de Dilma Rousseff e pisoteada na de Aécio Neves, Marina Silva bambeou. Ela ainda conserva um pé no segundo round da luta de boxe em que se converteu a sucessão de 2014, informa o Datafolha. Mas, para sobreviver na luta, terá de fazer algo que preferia adiar para depois de uma hipotética vitória: acordos políticos.
Aécio Neves despertou do nocaute. Mas enfrenta a contagem regressiva do calendário. Como observaram Mauro Paulino e Alessandro Janoni, diretores do Datafolha, “para chegar ao segundo turno, Aécio deve torcer por um feito inédito em eleições presidenciais nesta etapa da disputa: sua candidatura crescer além de seu teto e Marina cair abaixo de seu piso.”
Se confirmado pelos fatos, o embate final entre as duas damas da eleição será sangrento. Em fins de agosto, Marina ostentava na sondagem do segundo turno uma dianteira de dez pontos sobre Dilma (50% a 40%). Hoje, ela continua numericamente à frente. Mas a diferença é de apenas dois pontos (46% a 44%) —um empate técnico.
Deu-se até aqui, mais ou menos o que planejara João Santana depois que Marina ganhou o primeiro plano da disputa. Armado de mentiras, mistificações e falsas analogias, o marqueteiro de Dilma dissolveu um pedaço das intenções de voto de Marina e, mais grave, fez dobrar sua taxa de rejeição. Há um mês, apenas 11% dos eleitores diziam que jamais votariam em Marina. Hoje, a taxa soma 22%.
Permanecendo no ringue, Marina terá de provar para o pedaço menos ilustrado do eleitorado que não é a fraude que Lula e Dilma autorizaram João Santana a fabricar. A seu favor, a candidata do PSB terá a paridade de armas. Vai dispor dos mesmos dez minutos de rádio e televisão a que Dilma terá direito. Dinheiro também não haverá de lhe faltar. O problema de Marina será providenciar matéria-prima adequada para preencher o tempo de propaganda.
Marina precisará adensar o córner, atraindo forças novas para o seu lado no ringue. Sob pena de potencializar a empulhação  segundo a qual sua vitória empurraria o país para um desastre à Jânio ou à Collor. De saída, terá de obter de Aécio o que sonegou a José Serra na sucessão de 2010.
O apoio do PSDB não cairia no colo de Marina. Teria de ser conquistado. Noutras condições, a candidata talvez pudesse esnobar o tucanato. Avessa ao PT, a maioria dos eleitores de Aécio tenderia a votar nela. Mas Marina precisará, acima de tudo, passar a impressão de que a sua “nova política” não é antônimo de bom senso.
Marina não terá de sentar à mesa com um Sarney ou um Renan. Mas será pressionada a abrir um sorriso para personagens como Geraldo Alckmin, sobretudo se ele mantiver o favoritismo que ostenta nas pesquisas. Nas palavras de um correligionário do PSB: “Marina ainda tem boas chances de virar presidente da República. Mas precisa errar menos. E recusar uma parceria com Alckmin no maior colégio eleitoral do país seria um equívoco primário.”   O   CIDADAO

ASSESSOR DE FÁBIO FARIA FAZ CAMPANHA DE ROBINSON COM SALÁRIO DA CÂMARA FEDERAL

truj56u23
A campanha de Robinson Faria (PSD) ao Governo do Rio Grande do Norte  ganhou um reforço pago pela Câmara dos Deputados, segundo dados oficiais do Congresso Nacional: O ex-prefeito de Santana do Seridó, Hudson Pereira de Brito.  Hudson Pereira ocupa cargo comissionado da Câmara dos Deputados, no gabinete de Fábio Faria, filho de Robinson, e tem trabalhado na campanha para o Governo do Estado ao invés de dar expediente em Brasília.
Hudson Pereira de Brito é cargo comissionado do gabinete do deputado federal Fábio Faria desde 2011. Ele recebe, segundo informações oficiais do site da Câmara Federal, R$ 15.624 por mês. Atualmente, divide suas funções entre o atendimento no comitê chamado Expresso 55, localizado em Natal  e a acompanhar Robinson e Fábio durante a campanha no interior.
Segundo a legislação, o uso de um cargo comissionado numa campanha política se trata de “conduta vedada aos agentes públicos” e pode caracterizar, no âmbito eleitoral, abuso de poder político. A prática também pode ser enquadrada como improbidade administrativa.
Informações obtidas no diretório estadual do PSD dão conta que Hudson tem recebido prefeitos e lideranças, além de agendado encontros para Robinson e Fábio. Já o Instagram do ex-prefeito mostra fotografias de visitas em cidades do interior do Estado em eventos da campanha.
Segundo a servidora do gabinete do deputado federal Fábio Faria, Magna Regina de Araújo Cruz,  Hudson Pereira não tem ido a Brasília porque “está direto na campanha”. “Ele está direto na campanha, só é possível falar através do celular. Ele só deve voltar aqui lá para o dia sete de outubro”, disse a servidora. A data estabelecida coincide com o fim do primeiro turno da eleição.
 
O    CIDADAO

MPF entra com ação para liberar compra de antibióticos sem receita médica

Postado por Verônica Rodrigues às 06:43

remedios para emagrecerO Ministério Público Federal (MPF) ingressou com uma ação civil pública em Uberlândia, no Triângulo Mineiro, para que a população possa comprar antibióticos sem receita médica. O processo contesta a exigência da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o acesso aos medicamentos e pede que antibióticos que estejam em uso há mais de cinco anos sejam vendidos sem a prescrição. Em caso de uma decisão judicial favorável à ação, o resultado será válido para todo o território nacional.
Para o procurador da República Cléber Eustáquio Neves, autor da ação, a exigência fere o princípio constitucional da proporcionalidade. No texto, o procurador relata que a falta de médicos impede que os pacientes tenham acesso rápido e fácil aos receituários, “impedindo a promoção da pessoa humana e razão pela qual nos últimos anos viu-se aumentar o número de demandas judiciais sobre saúde em todo o país”, argumenta.
O órgão alega que a falta de médicos, medicamentos e equipamentos, estre outros aspectos, dificultam o acesso ao tratamento em tempo hábil, conforme preconiza a Organização Mundial de Saúde (OMS). Na ação, o MPF sustenta que a demora no início da medicação acaba gerando infecções mais severas, transformando um tratamento básico em um de média complexidade, gerando prejuízo também ao Sistema Único de Saúde (SUS).


 O     CIDADAO

Henrique não está se dando bem com a imprensa

Postado por Verônica Rodrigues às 19:31

Sherloquinho afirma que houve um atrito entre o deputado Henrique Alves e uma equipe de jornalismo da Inter TV Cabugi. O motivo teria sido uma determinação da Globo, para que a afiliada ouvisse a palavra de Henrique sobre o escândalo da Petrobras.(da coluna de Túlio Lemos – JH)

O    CIDADAO

quinta-feira, 18 de setembro de 2014

APODI= Sistema de monitoramento por câmeras encontra-se funcionando em fase experimental.

Desde o início da semana, as câmeras que foram instaladas em pontos estratégicos da cidade, estão funcionando. Segundo o Cap. Carvalho, ao todo serão sete câmeras de grande poder de alcance, chegando a capturar imagens perfeitas com até 800 metros de distância. A cada instalação, a câmera já fica funcionando, disse o técnico responsável pelas instalações Willian, o mesmo acredita que até o final do mês, todas as câmeras estarão instaladas e funcionando definitivamente.
O     CIDADAO

Feed de Notícias

NÃO SOUBE ADMINISTRAR UMA LOJINHA DE R$1,99 COMO SE ATREVEU A ADMINISTRAR A PETROBRÁS E O BRASIL?
Na década de 90, Dilma montou duas lojas para vender bugigangas importadas do Panamá. Não deu certo. A gerente do PAC não conseguiu levar o negócio adiante. O “empreendimento” durou um ano e cinco meses. Fechou em julho de 1996. “A gente esperava uma loja com artigos diferenciados, mas, quando ela abriu, era tipo R$ 1,99. Eram uns cacarecos”. A afirmação é de Bruno Kappaun, dono de uma tabacaria no centro comercial Olaria, onde se instalou uma das lojas. E como Dilma explica a sua incompetência? Vocês podem não acreditar, mas aconteceu! Ela culpou… FHC!!! Não por acaso, o nome do empreendimento era “Pão & Circo”. Pão, pelo visto, não rendeu. Mas continua a render circo…
Na tarde desta terça, depois de um encontro com Robson Andrade, presidente da CNI (Confederação Nacional da Indústria), a mulher que quer comandar o Brasil explicou por que não conseguiu tocar duas lojinhas de 1,99: “Quando o dólar está 1 por 1 e passa para 2 ou 3 por 1, ele [o microempresário] quebra. É isso que acontece com o microempresário, ele fecha. A minha experiência é essa e de muitos microempresários desse pais”.
Ah, bom!
Só que Dilma está contando o contrário da verdade. E isso parece ser um traço compulsivo de seu caráter. O que quer dizer “dólar a 3 por 1″? É assim, com essa clareza, que ela pretende governar o país se eleita?
Todos vocês sabem que lojas de produtos importados prosperam com mais facilidade quando a moeda local está valorizada em relação ao dólar, certo? Gastam-se menos reais para comprar bugigangas lá fora. É o que temos hoje, diga-se. Os brasileiros nunca gastaram tanto em viagens ao exterior porque os preços, em dólar, estão baixos.
Não! Dilma fechou por incompetência mesmo! Ela abriu sua lojinha quando um dólar valia menos de R$ 1. Era o melhor momento. E fechou quando havia justamente a paridade, “1 por 1″, e não “3 por 1″, como ela afirma. Segue a cotação do dólar em real mês a mês, enquanto a loja da ministra durou. Com competência, poderia ter ficado rica trabalhando:
1995
Fevereiro 0.837
março 0,884
Abril 0,905
Maio 0,891
Junho 0,909
Julho 0,926
Agosto 0,942
Setembro 0,953
Outubro 0,958
Novembro 0,962
Dezembro 0,967

1996
Janeiro 0,972
Fevereiro 0,982
Março 0,986
Abril 0,989
Maio 0,995
Junho 1,001
Julho 1,006
Vale dizer: Dilma teve a sua lojinha de porcariada importada do Panamá no melhor momento da história do Brasil para se ter algo do tipo — aliás, para se vender importados, para ricos ou para pobres. Como se nota, não só o real não estava desvalorizado como foi o período de maior valorização de sua história. Aliás, os críticos do governo acusavam a valorização excessiva, não o contrário. E não é por acaso. Vejam as tabelas acima.

Querer acusar o governo anterior por um fracasso pessoal revela, sem dúvida, um traço de caráter. Mentir de forma tão abismal sobre um período da economia, afirmando justamente o contrário do que aconteceu, bem, aí já é uma questão que tem também uma dimensão política. E eu fico muito impressionado que uma mentira possa ser dita com esse desassombro, com essa ligeireza, na certeza de que não será contraditada.
Mas eu entendo: essa gente se acostumou a dizer qualquer coisa. A besteira vai para a rede, ninguém contesta, e fica tudo por isso mesmo. Afinal, vivemos a era do “aspismo”. Se Dilma afirmar que rinoceronte é uma ave, sua versão será publicada sem contestação. Quem quiser que forneça o “outro lado”, e o leitor escolhe se rinoceronte é ave ou réptil, se é que me entendem…
Por Reinaldo Azevedo
Tags: Dilma, Sucessão 2010

Share on Tumblr

O    CIDADAO