sexta-feira, 29 de junho de 2012

Crédito para financiamento de carros em 2012


O mês de maio de 2012 registrou crescimento discreto do crédito para o financiamento de veículos na comparação com o mês anterior.
O saldo total das carteiras de financiamentos de veículos (CDC e Leasing) fechou os primeiros 5  meses em R$ 201,3 bilhões uma alta de 0,2%. Quando comparado com o mesmo período de 2011, o mês de maio deste ano foi 6% maior, ou seja, o crescimento segue ocorrendo, porém a taxas decrescentes, é o que apontam os números da ANEF (Associação Nacional das Empresas Financeiras das Montadoras).

O saldo de crédito para aquisição de veículos do mês de maio correspondeu a 4,8% do PIB nacional (estimado em R$ 4,200 trilhões), frente a 4,9% no mesmo período de 2011 e representou 9,7% do total do crédito do Sistema Financeiro Nacional e 30,3% do total do crédito destinado às pessoas físicas.
Com a tendência recente de queda dos juros e lembrando que, historicamente, o 1º- semestre do ano é menos aquecido que o segundo, a expectativa da ANEF é de que clientes de maior renda voltem a realizar financiamentos de novos veículos.
"O cliente que, por exemplo, adiou a compra do carro em 2011 porque achava que a situação econômica não era tão clara, pode agora retomar o planejamento de aquisição do veículo. Ainda é cedo para sentirmos os reflexos nas vendas e na oferta de crédito, mas isto deve ocorrer nos próximos meses", afirma Décio Carbonari de Almeida, presidente da ANEF.

Inadimplência
Em alta desde 2011, o saldo de inadimplência no CDC de Veículos para Pessoa Física, acima de 90 dias, apresentou nova alta de 0,2%, atingindo 5,7% nos primeiros 5 meses do ano. Em maio de 2011, o saldo de inadimplência era de 3%. Segundo a ANEF, uma política mais adequada ao novo cenário de crédito foi implementada e irá diminuir a inadimplência e ajudar a proteger os próprios clientes. "Com as novas políticas de crédito das financiadoras, em alguns casos, são solicitados uma entrada maior ou um parcelamento mais curto para salvaguardar a saúde financeira do potencial cliente e para que ele não tenha maiores dificuldades de cumprir com seu compromisso", avalia o presidente.

Taxas de Juros e Planos
Durante os 1ºs- meses de 2012, a taxa de juros estava em 1,98 % ao mês enquanto no mesmo período de 2011 estava em 2,20 %. Nos novos contratos, os planos de financiamento fecharam com a média de 41 meses, sendo que o prazo máximo oferecido permaneceu em 60 meses.
Entre caminhões e ônibus, o Finame ainda é a opção de compra de maior procura com 69% no período, seguido por compras à vista, financiamento, leasing e Finame leasing e consórcio.

Motocicletas
As modalidades de vendas de motocicletas foram as que apresentaram mudanças mais significativas. As vendas à vista tiveram um aumento de 3 p.p, passando de 21%, em 2011, para 24% dos pagamentos no primeiro trimestre deste ano. O financiamento deixou de representar 52% e passou a ser utilizado em 46% das vendas e o consórcio teve aumento na procura, passando de 27% para 30%.
FONTE: TRIBUNA DO NORTE
POSTADO PELO BLOG O CIDADÃO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.

  segunda-feira, 7 de setembro de 2020 Relembre os resultados das ultimas eleições para prefeito e vereadores d...