quarta-feira, 22 de abril de 2015

Quem quer dinheiro?

charge-domingo_2O autógrafo de Dilma Rousseff oficializou a primeira contribuição dos políticos ao ajuste fiscal: triplicar a verba pública destinada a eles mesmos, por meio de repasses do fundo partidário.
O governo previa gastar R$ 289,5 milhões com as legendas, valor semelhante ao liberado nos últimos anos. O Congresso ignorou a crise e elevou a despesa para R$ 867,5 milhões. Com a base parlamentar em frangalhos e a popularidade na lona, Dilma sancionou a mudança. O jamegão mostra, ao mesmo tempo, a fraqueza política da presidente e a dificuldade que ela ainda terá para aprovar suas medidas de arrocho.
O aumento do repasse aos partidos desmoraliza o discurso de austeridade do governo. Após prometer uma “pátria educadora” e tesourar R$ 7 bilhões da educação, Dilma dá sinal verde à farra do fundo.

Fonte:Robson Pires 
 
O   CIDADAO

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.