segunda-feira, 15 de junho de 2015

Pecuarista investe em cabras como alternativa econômica para vencer crise e seca na Paraíba

Num momento de crise em que as atividades agrícolas, assim como os demais setores, sofre retração, um criador da região do Cariri, uma das mais castigadas pela seca na Paraíba, vem se destacando por conseguir aumentar o rebanho de cabras e incrementar a produção agrícola.

O agricultor é Paulo Almir de Moraes e o sítio onde mora é o Pedra Lavrada, situado no município de São José dos Cordeiros, a 298 km de João Pessoa. O empenho no manejo das técnicas e os cuidados com a produção tem feito do lugar um exemplo a ser seguido.

Tudo começou com um pequeno rebanho adquirido através de recursos do Plano Brasil sem Miséria. O agricultor preservou uma reserva estratégica de pastagem durante o período da estiagem, sabendo administrar os recursos hídricos que tinha disponíveis.

Em 2013, o produtor rural adquiriu oito cabras, fez a ampliação do curral e melhorou o aprisco. Hoje, ele já possui 27 animais e com perspectiva de aumento com muitas das fêmeas prenhas. “Nosso desejo é aumentar o plantel, criando mais cabras para produzir leite. A criação de cabra mudou a vida de minha família”, contou.Além de criar cabra, seu Paulo Almir cultiva umbu como alternativa de renda para a família, através do projeto 'Jardim Clonal' recebeu mudas de umbu anão distribuídas pela Emater que beneficiam agricultores locais.

Convivência com o semiárido
O segredo para o sucesso do agropecuarista está na convivência com o semiárido. Ele guardou reservas de ração animal para o período mais crítico e usou criteriosamente os recursos hídricos de que dispunha na forma de pequena irrigação. A produção de palma resistente à cochonilha-do-carmim e o sogro foram os tipos de pastagens ideias para manter o rebanho bem nutrido.

Filho de criador de cabras, seu Paulo Almir contou que antes criava abelhas. Ele chegou a ter 20 colmeias, produzindo mel de ótima qualidade. A produção era vendida para cidades vizinhas, mas depois que estiagens prolongadas diminuíram a produção, ele resolveu voltar ao ramo que aprendeu no berço familiar.

Além da engorda de animais para o corte, ele produz também leite e comercializa no Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). “Para conseguir trabalhar e criar no Cariri sem assistência técnica é difícil. Criar como antigamente, não é mais possível. Hoje a criação é mais rápida devido ao manejo adequado”, orienta, dando importância à assistência que recebeu dos órgãos governamentais que apoiam o produtor rural familiar, com a Emater.

Liderança

Paulo Almir é presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município de São José dos Cordeiros e também é líder da comunidade onde mora, presidindo o Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural Sustentável. Essa liderança lhe trouxe muito aprendizado, ao trocar experiências com outros produtores rurais.

O importante para ele é poder contribuir com o exemplo para o fortalecimento da agricultura familiar, mostrando que com ajuda técnica, empenho e dedicação se consegue progressos que são compensadores e além de tudo muito gratificantes.
 
O  CIDADAO

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.