quinta-feira, 18 de junho de 2015

Precisamos nos preparar para crise hídrica”, diz presidente da ANA

 
A crise de abastecimento de água veio para ficar. “Precisamos nos preparar para uma crise hídrica de médio e de longo prazos, com componentes muito complexos”, alerta o presidente da Agência Nacional Águas (ANA), Vicente Andreu. O alerta vem de alguém aparentemente sem receio de discussões polêmicas. Em outubro, Andreu criticou o uso do segundo volume morto do reservatório Cantareira, em São Paulo.

Pelas redes sociais, o ex-secretário de energia do governo do Estado, José Aníbal, chamou-o de “vagabundo”. O insulto marcava o auge de uma crise que havia começado em fevereiro daquele ano, quando os técnicos da ANA identificaram o risco de desabastecimento na maior metrópole brasileira. O assunto foi levado à presidente Dilma Rousseff que, segundo Andreu, orientou que a agência prestasse o apoio necessário ao Estado, sem “politizar” o caso.

A ajuda foi oferecida, como conta Andreu nesta entrevista, mas a estratégia não funcionou e o caso virou “um inferno”, nas palavras dele. Casos de desabastecimento como o de São Paulo podem se tornar mais comuns, conforme previsão do presidente da Ana. Segundo ele, 2015 será pior que os anos anteriores. Confira abaixo os principais trechos da entrevista, concedida em Petrolina (PE), às margens do rio São Francisco.
 
Fonte:Robson Pires 
 
 
O   CIDADAO

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.