quarta-feira, 22 de julho de 2015

Apodi: Busca e apreensão em Câmara acua oposição a prefeito

A busca e apreensão promovidas pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), com suporte da Polícia Militar, na Câmara Municipal do Apodi, pegou de surpresa vereadores e a própria população. O fato ocorrido nessa terça-feira (21) também tem eco político na sede da Prefeitura Municipal.

O prefeito Flaviano Monteiro (PCdoB) tem sido alvo de canhoneio pesado da majoritária oposição na Casa. CPI´s não têm faltado à sua destituição do cargo, pela via política. O estresse agora muda de lado e formato.

O episódio da busca e apreensão deixa os oposicionistas em xeque. Tem muito mais problemas para enfrentar internamente, pois o MPRN investiga supostos superfaturamentos na Casa, no período de 2013 e 2014.

“Surpresa”

“Basicamente recolhemos documentos, anotações e um malote com informações contábeis e financeiras. Foi necessário arrombar algumas portas e gavetas que não puderam ser abertas”, explicou o promotor Sílvio Brito.

O Presidente da Câmara Municipal de Apodi/RN, João Evangelista (PR), emitiu uma nota à população. Disse que “tal procedimento nos causou surpresa, visto sempre colaborarmos com o MPRN”.

O promotor trata de levantar mais informações para enxertar o processo número 0101409-20.2015.8.20.0112, que tramita em segredo de justiça. A apuração é relativa à compra de materiais de consumo e combustível utilizados por este ente público nos anos de 2013 e 2014.
Por Carlos Santos

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.