terça-feira, 21 de julho de 2015

Canal da transposição no RN está previsto para 2018 

 

O   CIDADAO 

Os 115,5 quilômetros de ramais condutores de água que incluem o Rio Grande do Norte no Projeto de Integração do São Francisco só deverão ficar prontos no final de 2018. Sem projetos executivos concluídos, tampouco valores orçados, a data de abertura do processo licitatório para apresentação de propostas e início da execução das obras foi adiada pelo Ministério da Integração Nacional (MIN).

No cronograma inicial, o mês de maio passado era a referência para a deflagração do processo, o que não ocorreu. Uma das causas, não confirmada pelo Governo Federal, teria sido o corte no orçamento do MIN em R$ 2,2 bilhões. A nova previsão é de que a licitação seja aberta no segundo semestre deste ano e as obras consumam até 36 meses.

Iniciadas em 2005, as obras de Transposição do Rio São Francisco estão orçadas em R$ 8,2 bilhões, conforme levantamento mais recente do MIN, datado de maio passado. Em levantamentos iniciais, o ramal que deverá carrear água da Barragem Caiçara, no município paraibano de Cajazeiras, para o Rio Piranhas-Açu, no Rio Grande do Norte, custaria R$ 1,2 bilhão.

Conforme detalhamento da assessoria de imprensa do MIN, “o orçamento das obras do Ramal Apodi está em elaboração pela equipe técnica e será divulgado no edital de licitação do empreendimento”. O Ministério espera entregar os primeiros trechos, de um total de seis até agora iniciados, a partir deste ano com previsão final para 2017.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.