sexta-feira, 31 de julho de 2015

Droga contra o câncer pode tirar vírus do HIV de ‘esconderijos’ no corpo

O  CIDADAO

hiv-niaidO HIV pode ser liberado de seus esconderijos no corpo através uma droga contra o câncer, conforme mostra um estudo publicado pela revista científica “PLoS Pathogens”. A descoberta pode trazer avanços significativos, já que o pilar do tratamento, a terapia antirretroviral, mata o vírus na corrente sanguínea, mas deixa os “reservatórios de HIV” intocados.
A força desses reservatórios foi demonstrada no caso de um bebê do Mississipi que recebeu medicamentos antirretrovirais no nascimento e, apesar de parecer livre do vírus durante quase dois anos após a interrupção do tratamento, foi diagnosticado como portador posteriormente.
O estudo liderado pela equipe da Davis School of Medicine da Universidade da Califórnia investiga os efeitos do PEP005 – um dos ingredientes do tratamento para prevenir o câncer de pele causado pelo sol.
A estratégia conhecida como “chutar e matar” é considerada uma chave para a cura da doença. O termo faz alusão a um chute que despertaria o HIV oculto, permitindo que os medicamentos o eliminasse.
O cientistas testaram o composto em células cultivadas em laboratório e em mostras do sistema imunológico de 13 pessoas com HIV. A droga, entretanto, ainda não foi testada em pessoas que são HIV-positivos.
A professora Sharon Lewin, da Universidade de Melbourne, disse que os resultados são “interessantes” e marcou um “avanço importante na busca por novos componentes capazes de ativar o HIV oculto”. Entretanto, ela disse à “BBC”, que muito trabalho ainda precisa ser feito:
– Embora PEP005 faça parte de um medicamento aprovado pela FDA, vai levar algum tempo para comprovarmos se é seguro para uso no âmbito do HIV.
O Globo

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.