segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Alimentos que combatem o colesterol alto

 

O  CIDADAO

cebola
O colesterol alto é um perigo para nosso organismo. Quando o excesso de gordura se acumula nas artérias, o principal caminho do sangue do coração para o resto do corpo, os prejuízos são enormes. Entre eles estão o desenvolvimento de doenças cardiovasculares, derrames e infartos.
Muitos fatores podem contribuir para o aumento do colesterol, como tendências genéticas ou hereditárias, obesidade e atividade física reduzida. No entanto, um dos fatores mais comuns é a dieta.
Isso porque o colesterol nada mais é do que uma gordura. Há dois tipos de colesterol, ou seja, de gordura. A boa é aquela que nosso organismo produz e ajuda na produção de hormônios e vitamina D. A ruim é aquela que consumimos nos alimentos ricos em gordura, justamente a que causa malefícios ao nosso corpo.
Por isso a má alimentação é prejudicial. A boa notícia é que o colesterol elevado, muitas vezes, pode ser reduzido com uma simples combinação: uma dieta saudável e exercícios físicos regulares.
Alguns alimentos são mais ricos em fibras e nutrientes que são grandes inimigos do colesterol alto. Apesar de você poder incluí-los no cardápio diário sem prejuízos para a saúde, nesse caso, vale sempre a consulta médica para avaliar o nível do colesterol ruim. Só o médico vai poder orientá-lo se a dieta é suficiente ou haverá necessidade de tratamento medicamentoso.
Confira abaixo os inimigos da gordura ruim.
Aveia
Estudos mostram que as fibras da aveia na mistura de farinha de aveia com o colesterol no intestino delgado, ajudam a destruir as moléculas de colesterol e levá-las para fora do corpo. No Brasil, o benefício foi comprovado em pesquisa recente realizada pelo Centro de Medicina de Atividade Física do Esporte da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp). Os pesquisadores estudaram mais de 120 pessoas e comprovaram que o consumo diário do farelo pode sim reduzir as taxas e gordura no organismo.
Peixes
Outro produto livre para o consumo é o peixe. O alimento, rico em ômega 3 e ácidos graxos pode ajudar a baixar a pressão arterial. A recomendação é consumi-los pelo menos duas porções por semana. Os mais altos níveis de ômega-3, os ácidos gordos são encontrados em peixes como salmão, cavala, linguado, arenque, truta e sardinha.
Feijão
Tradicional na mesa brasileira, estudos mostram que o feijão é rico em fibras e proteínas que podem diminuir os níveis de colesterol. O grão é capaz de controlar o nível glicêmico e reduzir o risco de doença cardíaca coronária.
Alho fresco
Estudos mostram que o alho pode evitar o acúmulo de gordura na artérias. Para obter os melhores resultados, tente por 2-4 dentes de alho fresco nos alimentos todos os dias. Especialistas afirmam que ele é antiinflamatório, pela sua composição, e também um normalizador da pressão arterial. Dicas: bem assado, basta uma hora no forno para ele ficar com um gostinho adocicado. Na panela, a dica é apenas dourar. Se deixar torrar, fica muito amargo.
Açaí
Um estudo realizado pela Universidade Federal do Pará, pesquisadores descobriram que o consumo regular de açaí ajuda na redução do colesterol. A diminuição do mau colesterol deve-se ao corante do açaí, a antocianina, também presente em uvas e alimentos com a coloração roxa. Para se ter uma ideia, um litro de açaí tem até 35 vezes mais antocianina do que um litro de vinho tinto. (Mais Equilíbrio)

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.