domingo, 23 de agosto de 2015

Capitão Styvenson se envolve em polêmica com lutador de MMA

 

O  CIDADAO 

O capitão da Polícia Militar, Styvenson Valentim, que comanda a Operação Lei Seca na capital, utilizou sua conta pessoal no Facebook para rebater as declarações do lutador Rony “Jason”. O oficial disse que foi comunicado, via rádio, que o lutador queria, pelo menos, um tratamento “diferenciado”, “especializado”, “uma coisa melhor”, pois representava o Estado do Rio Grande do Norte no MMA.

A questão do bairrismo falou mais alto em áudio divulgado nos grupos de WhatsApp, em resposta às provocações do lutador. Styvenson cita a atitude de Jason que tentou usar a fama de lutador e representante de MMA no Rio Grande do Norte para tirar vantagem dos policiais.

“Espero que essa não seja a representação que o estado deseja. A nossa representação de atleta é de disciplina e postura. Isso não é espelho para nenhum tipo de atleta. Então quero que repense sua postura e atitude, porque além de infração de trânsito, você está muito aquém de um atleta para representar o estado do Rio Grande do Norte, que já é muito bem representando não só como atletas, mas também como pessoas com nível intelectual”, disse o oficial.

Em outro áudio, o PM sugere a Jason voltar para o Ceará caso estivesse insatisfeito em lutar pelo RN. “Naquele instante você era um condutor como qualquer outro, não precisava se identificar como lutador de MMA que representa o meu Estado. O meu trabalho é para o meu Estado, entendeu? Se você está insatisfeito, amigo, volte para a sua terra, volte para o Ceará e represente, pois, o Rio Grande do Norte já está muito bem representado intelectualmente”, relatou.

Fonte: Mossoró Hoje

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.