sábado, 29 de agosto de 2015

Suspeita de mandar matar a própria mãe volta a ser presa na Grande Natal 

 

O  CIDADAO 

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte prendeu na manhã desta sexta-feira (28) Taliany Lourenço, de 22 anos, suspeita de ser a mandante do assassinato da própria mãe. Normalice de Freitas Lourenço, de 41 anos, foi morta a marretadas no dia 30 de julho em Macaíba, na Grande Natal. O assassino confesso do crime, o pedreiro Geraldo José Amaro do Nascimento, trabalhava na casa da vítima. Ele continua preso.

Tailany nega o crime. Ela já havia sido presa no início de agosto, mas foi solta três dias depois. Nesta manhã, os policiais cumpriram o novo mandado de prisão contra ela na casa de uma irmã, onde ela passou a noite. A residência fica em Parnamirim, também na região Metropolitana da capial potiguar.

De acordo com o delegado Normando Feitosa, o novo mandado de prisão preventiva foi expedido devido a novidades nas investigações. "Com os novos depoimentos das testemunhas, temos certeza de que a Taliany foi realmente a mandante do assassinato", afirmou.

Fonte: G1 RN

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.