terça-feira, 17 de novembro de 2015

Sedentarismo e maus hábitos alimentares fazem aumentar os casos de diabetes

 

O  CIDADAO

Resultado de imagem para sedentarismoAlimentar-se de forma inadequada e manter uma vida sedentária são hábitos que a população aprendeu rapidamente. Mas o problema vai além dos quilinhos a mais, e as consequências de uma dieta desequilibrada são grandes para a saúde. Uma delas corresponde ao fator de risco para as doenças do sistema circulatório como infartos e derrames: o diabetes.

O diabetes é o aumento da glicose no sangue, causada pela deficiência na produção ou ação da insulina – hormônio produzido pelo pâncreas e responsável por transformar as moléculas de glicose em energia. "O corpo não consegue administrar a glicose de forma adequada, o que aumenta seus níveis no sangue. A partir daí começam os problemas de saúde", afirma a endocrinologista do Hapvida Saúde, Lyz Helena.

Um dos principais problemas do diabetes é que ele pode se desenvolver de forma assintomática – quando os primeiros sinais de alerta começam a aparecer, o quadro já está bem estabelecido. O aumento da sede, urinar excessivamente e perca de peso, continua sendo os principais sintomas da doença.

Segundo a médica, o ideal é não esperar os sintomas surgirem para procurar um médico. Com exames periódicos, é possível diagnosticar o aumento da glicose e iniciar o tratamento precocemente. Casos de diabetes na família são sinais de que o acompanhamento periódico é recomendável, pois o problema pode ser herdado.

“Em alguns casos é possível controlar o diabetes apenas com dieta alimentar e prática de atividades físicas. Mas muitos pacientes precisam de medicação. As boas notícias são que há formas de identificá-la ainda no início e que existem tratamentos cada vez mais avançados, incluindo o exame de monitoração contínua da glicose”, ressalta.
 
 
*Mixmidia Assessoria de Comunicação

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.