segunda-feira, 30 de novembro de 2015

URGENTE=Policia Militar localiza vasto material roubado no latrocínio do comerciante Teté de Ademar.

 

O  CIDADAO 

caixas de cartuchos de vários calibres 
Espingarda da vítima 
Camisa do suspeito suja de sangue 
Camisa do suspeito suja de sangue 
Após repercussão da prisão ocorrido na tarde desta Sexta feira dia 28/11, do principal suspeito do latrocínio que vitimou o comerciante Antônio Leão da Silveira, mais conhecido como “Teté de Ademar” de 74 anos de idade, morto a pauladas e com quase 20 cutiladas de faca, em sua residência, localizada na Rua Luís Simplício, no centro de Apodi, crime ocorrido na madrugada do dia 20/11; Uma denúncia feita na manhã desse Domingo dia 29/11 ao Sargento Ivanildo, informando que Renatinho após o crime, estaria constantemente entrando e saindo de uma casa abandonada que fica vizinho a casa de sua mãe. 
De imediato o Sgt. Ivanildo pediu apoio a Rádio Patrulha e o GTO de Apodi, que foram até o local e entraram na casa, e logo encontraram alguns cartuchos e uma munição cal. 38. 
Os policiais deram início a uma minuciosa revista, e no quintal da casa, perceberam que alguma coisa estaria enterrada, resolveram cavar e conseguiram encontrar um balde cheio de cartuchos de vários calibres, a espingarda da vítima, um pedaço de madeira sujo de sangue "possivelmente usado no latrocínio" e uma camisa também com manchas de sangue. 
Renatinho encontra-se detido no CDP de Apodi, e nega sua participação no latrocínio, mas aponta como autor, "Tiago Zoião" um ex-presidiário da Mário Negócio em Mossoró. A policia não tem dúvidas que Renatinho participou do crime, a dúvida é se o mesmo praticou sozinho. 
Todo o material apreendido foi conduzido a delegacia de policia civil de Apodi onde será apresentado ao delegado Renato Oliveira. 
Resposta a sociedade: Não existe crime perfeito quando se tem operadores de segurança determinados a elucida-los. Parabéns a Policia Militar da cidade de Apodi, em especial ao Sargento Ivanildo, que mesmo em sua folga sempre se mostrou empenhado na elucidação deste crime que chocou a cidade de Apodi.

sábado, 28 de novembro de 2015

EXCLUSIVO= Policia de Apodi prende presidiario suspeito de participação na morte de Teté de Ademar.

Presidiário Renato Moreira, faltou no CDP na noite do crime
Faca, caixas de cartuchos e a bainha do revolver da vitima
Policiais de Apodi sob o comando do sargento PM Ivanildo de Lima Alves, conseguiram identificar o principal suspeito de ter participado da morte do comerciante, Antônio Leão da Silveira “Teté” de 74 anos de idade, morto a pauladas e com quase 20 punhaladas, em sua residência, localizada na Rua Luís Simplício, no centro de Apodi. Além das facadas e pauladas, jogaram pólvora por toda casa do comerciante e por pouco não aconteceu uma grande tragedia, pois existiam cerca de 50 botijões de gás butano no interior da residencia. 
A operação policial, que prendeu o presidiário, Renato Moreira, ainda contou com a participação dos policiais do Destacamento da Policia Militar de Rodolfo Fernandes, Cabo Edimar Oliveira e dos soldados Túlio Marinho, Souza Neto.
O Renatinho como é mais conhecido na cidade, foi preso em sua residencia. Os policiais já estão em Mossoró realizando o flagrante na Delegacia de Plantão. Familiares da vitima reconheceram a bainha do revolver. Aos policiais, O Renatinho, disse que o crime fora praticado por um ex-presidiário do Completo Penitenciário Dr. Mario Negocio em Mossoró, conhecido pela alcunha de Tiago Zoião, mas o sargento Ivanildo Lima não tem duvidas da participação de Renatinho no crime, mas não descarta a participação de mais gente.
O presidiário Renato Moreira, constantemente tem faltado para o pernoite ou seja recolhimento no Centro de Detenção Provisoria de Apodi, na noite do crime, ele faltou, apresentou um atestado médico á direção da unidade prisional.
Na residência do detento, que atualmente cumpre pena em regime semiaberto, no Centro de Detenção Provisória de Agente Ronilson Alves da Silva (CDP/Apodi), os policiais conseguiram apreender, a bainha do revolver da vitima, uma faca peixeira e duas caixas de cartuchos de espingarda calibre 12.
A princípio, a polícia acreditava que o idoso havia morrido de um choque elétrico, mas com a chegada de peritos do Instituto Técnico e Cientifico de Policia do Rio Grande do Norte (ITEP), ficou constatado que o comerciante teria sido assassinado de forma cruel. 
O crime aconteceu por volta das 4 horas da manha do dia 20 de novembro, elementos invadiram a residência do comerciante e após assassina-lo conseguiram levar um revolver calibre 38, uma espingarda de caça, dinheiro e vários cartuchos e munições. O comerciante vendia pólvora, chumbo e munições.
com informações do por trás das grades-rn

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.