domingo, 6 de dezembro de 2015

Delegado autua três pessoas por deixarem cavalos soltos na RN 117 

 

BLOG   O  CIDADAO 



Os policiais civis da Delegacia de Marcelino Viera deflagraram na manhã desta sexta-feira (04) a operação “Pista não é pasto”, com o objetivo de recolher animais de grande porte encontrados soltos ao longo da rodovia estadual RN 117.

Durante a ação policial três cavalos foram recolhidos e três pessoas, donos dos mesmo, foram autuadas e responderão pelo crime de exposição a perigo de vida, previsto no art. 132 do Código Penal, por deixarem os animais soltos na via.

De acordo com o delegado de Marcelino Vieira, Paulo Cesario, embora se trate de um delito de menor potencial ofensivo, com detenção de três meses a um ano, essa conduta pode gerar danos à patrimônios e acidentes graves.

“Acidentes com vitimas fatais são comuns na região, um caso emblemático foi de Dr. Leleco (ex-prefeito de Pilões RN) que faleceu em 2013 em razão de seu automóvel ter colidido com uma vaca na rodovia RN 117”, destaca o delegado.
 
Animais soltos nas rodovias do RN é um assunto bastante discutido no Estado, debate que gerou polêmica, com a atuação do MPRN de Apodi, quando o promotor de Justiça, Silvio Brito, sugeriu o consumo da carne de jumento, como uma medida para o reaproveitamento do animal - que mais aparece soltos nas rodovias que cortam o Estado.
Devido a polêmica que se transformou, o assunto até virou tema de reportagem nacional, exibido no Jornal Nacional e Fantástico, ambos da Rede Globo.
Atualmente, os animais apreendidos nas rodovias do Estado são levados para a Fazenda de "Jesus", localizada na zona rural de Apodi. ____________________ A Redação

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.