quarta-feira, 23 de dezembro de 2015

Prefeitos vão recorrer a financiamento para salários 

 

 

BLOG   O  CIDADAO 

 
A Tribuna do Norte destaca que o acerto feito pela Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte com a Federação dos Trabalhadores em Administração Pública Municipal para o pagamento do salário do mês de dezembro no dia 10 de janeiro poderá não prosperar em todas as gestões. O vice-presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, Ivan Júnior (PP), prefeito da cidade de Assu, disse que o atraso do Governo Federal para os repasses de convênios como o PAB (Programa de Atenção Básica) e o Farmácia SUS gerarão atraso nos salários de servidores da Saúde. “Muitos prefeitos não vão conseguir pagar o salário nem no dia 10 de janeiro”, destacou o prefeito Ivan Júnior.

Ele disse que irá provocar a Femurn para buscar alternativas, como já divulgadas por gestões estaduais, dos prefeitos fazerem financiamento para pagar o salário de dezembro. Questionado se o pagamento no dia 10 de janeiro não teria um efeito “dominó” para os demais meses, o vice-presidente da Femurn admitiu: “A situação nossa é de dificuldade mesmo e vai ficar pior. Agora que estamos (os prefeitos) jogando o problema para frente”.

O prefeito da cidade de Caicó, Roberto Germano (PMDB), já admitiu que não tem certeza de como pagará o salário referente ao mês de dezembro. Ele não descartou, inclusive, a possibilidade de parcelar o pagamento. “Não tenho definido como vai ser o pagamento. Vamos aguardar a próxima semana. Mas, provavelmente, vamos pagar parte do funcionalismo agora e a outra parte até o dia 10 (de janeiro)”, destacou.

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.