STF suspende sessão e convoca extraordinária para decidir sobre votação de impeachment

O plenário do STF decidiu realizar sessão extraordinária nesta quinta-feira, 14, às 17h30, para analisar ADIn em que se discute a ordem de votação do impeachment da presidente Dilma Rousseff. Para isso, a sessão ordinária foi encerrada e o presidente da Corte, ministro Ricardo Lewandowski, determinou que todos voltassem aos seus gabinetes e que sejam intimadas todas as partes e todos os interessados.
Decisão atente pedido do ministro Marco Aurélio, relator da ADIn 5.498, que alertou para a urgência da matéria, a fim de garantir a prestação jurisdicional, tendo em vista que a votação está marcada para o próximo domingo.
O ministro lembrou ainda que há dois mandados de segurança, de relatoria dos ministros Edson Fachin e Luís Roberto Barroso, que tratam do tema que carecem de análise antes da votação.
Migalhas