domingo, 3 de abril de 2016

Cunha faz aceno à PF e desengaveta projeto que dá autonomia à categoria

 

 

POSTADO  BLOG   O   CIADAO


O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)- 08/12/2015
O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ)- 08/12/2015(Evaristo Sá/Getty Images)
Alvo da Operação Lava Jato, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), decidiu desengavetar o projeto que prevê a autonomia administrativa da Polícia Federal. Apresentada em 2009, a proposta de emenda à Constituição (PEC) 412 segue paralisada e nem sequer teve a admissibilidade votada pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Nesta terça-feira, em reunião com associações de delegados da PF, Cunha anunciou que vai criar uma comissão especial para discutir a independência financeira dos policiais. O caso ganhou força no início deste ano, quando a categoria se revoltou com um corte de 133 milhões de reais no Orçamento de 2016. Na esteira das investigações sobre a corrupção na Petrobras, a tesourada foi classificada pelos delegados de "Operação Desmonte da Polícia Federal". A restrição financeira foi tamanha que o juiz federal Sergio Moro teve de recorrer a parte dos recursos arrecadados com as condenações da Lava Jato para repassar para a PF de Curitiba pagar uma conta de luz atrasada. (Marcela Mattos, de Brasília)

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.