quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Um vídeo postado no Facebook mostra um grupo de estudantes tentando convencer o deputado paulista Nelson Marquezelli a votar contra a PEC 241, projeto do presidente Michel Temer que pretende congelar as despesas do Governo Federal por até 20 anos para, assim, conter os rombos das contas públicas e tentar superar a crise econômica. A preocupação dos estudantes era com o aperto nos investimentos em Saúde e Educação. As pérolas do deputado chegam a ser constrangedoras.
Ajude a denunciar o golpe, siga nossas rede soais: Facebook e Twitter
Sobre os possíveis gastos na Educação, principalmente ao acesso do mais pobres ao Ensino Superior: “Quem não tem não faz universidade. Quem não tem dinheiro não faz. (…) Quem pode pagar vai ter que pagar. Meus filhos vão pagar.” “Mas os seus filhos têm condição, a maioria da população brasileira não tem”, rebate o estudante. “Vai estudar na USP que é de graça. Vai na USP e faz o concurso que lá é de graça”, afirma Marquezelli, ignorando a existência de programas como o Prouni, do Ministério da Educação, que subsidia o acesso dos mais pobres às faculdades privadas.
E que conselhos o deputado daria para os mais pobres que, hoje, já não conseguem ser atendidos na rede pública de Saúde, outra das áreas a sofrer com o congelamento de gastos públicos? “Se cuida”, afirmou. E explicou. “Outro dia um cara tava reclamando aí… Com um cigarro na rua e reclamando que não era atendido. Fuma três maços de cigarro por dia…”, disse. Fonte: Surrealista

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.