segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Sob o comando do "quadrilhão" do PMDB, Governo Federal deixa de pagar emendas e emperra 8,2 mil obras em todo o PAIS

Desde que a delação do empresário Joesley Batista veio a público, o Governo Temer vem prometendo liberação de recursos para as emendas parlamentares em troca de apoio visando barrar as denúncias apresentadas na Câmara Federal pela Procuradoria-Geral da República. Estima-se que mais R$ 15 bilhões foram prometidos aos deputados.

No entanto, de acordo com matéria publicada no site Congresso em Foco, a falta de repasses do Governo Federal aos municípios por meio de emendas paralisou mais de 8,2 mil obras já iniciadas em todo o país. De acordo com levantamento da Confederação Nacional de Municípios (CNM), outras 11,2 mil obras deveriam estar em andamento, mas não foram sequer iniciadas.

Dos quase R$ 32 bilhões que os municípios têm direito a receber em 2017, conforme previsão do orçamento da União, menos de 25%, um total de apenas R$ 7,3 bilhões foram pagos até o momento. Já no caso das emendas impositivas, que são de execução obrigatória, e geralmente utilizadas pelos parlamentares para fazer pequenas obras em suas bases eleitorais, apenas 12% delas foram pagas até o momento.

Com a proximidade das eleições que ocorrerão no próximo ano, os parlamentares se articulam para cobrar do governo essa liberação, uma vez que quase todos os deputados estarão na corrida eleitoral em 2018.

As obras estão relacionadas com diversas áreas, como, por exemplo, construção de praças, quadras de esporte, espaços esportivos, recuperação e pavimentação de vias, construções de habitação popular e de unidades de atenção especializada em saúde, assim como a aquisição de máquinas agrícolas e veículos utilitários essenciais para o provimento de certos serviços à população, conforme apontou o estudo do Congresso em Foco. 

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.