quarta-feira, 14 de março de 2018

Major Carvalho vai processar Prefeito de Macau.

 

 POSTADO POR BLOG  O CIDADAO

O prefeito da cidade de Macau, Túlio Lemos, está provocando revolta e indignação dos policiais ao afirmar em áudio que circula nas redes sociais que os policiais são bandidos.
A fala do prefeito é do dia 01/03/2018 e o que teria motivado Túlio a fazer tais afirmações foi porque na noite do dia 27/02/2018 a polícia militar recebeu uma denúncia de que a pessoa de Erivan Gomes da Silva, mais conhecido na cidade como Gambazinho, teria furtado aparelhos celulares num parque de diversões além de ter participação no furto de uma moto no dia anterior. Ao avistar a viatura, Gambazinho empreendeu fuga numa moto, mas foi alcançado pela PM após uma perseguição, com ele foram encontrados dois aparelhos celulares de outras pessoas, 260 reais em dinheiro fracionado e uma moto em situação irregular, além de não possuir habilitação para pilotar. Os policiais registraram toda a ocorrência na delegacia como o procedimento padrão. Gambazinho é velho conhecido da polícia já tendo sido preso outras vezes por furto e tráfico de drogas, atualmente ele cumpre pena no regime aberto.
No dia seguinte após a ação policial, Gambazinho esteve na delegacia e quartel da polícia militar acompanhado de uma advogada a mando do prefeito e logo após, com o auxílio de um assessor e locutor oficial da campanha do prefeito Túlio Lemos, gravou um vídeo e postou nas redes sociais em que diz que os policiais forjaram a ocorrência e que ele na verdade é vítima de perseguição política pela polícia de Macau por trabalhar e ter apoiado o prefeito Túlio Lemos.
O Comandante da Polícia Militar da cidade, Major Carvalho, escreveu uma nota de repúdio ao vídeo que circulava na internet, na nota o Major Carvalho afirma que a PM é uma instituição sólida e sem nenhum tipo de ligação ou interesse político e que a companhia de polícia de Macau não apoia e nem persegue grupos políticos tendo seu compromisso exclusivo com a sociedade sempre zelando e protegendo toda a população sem distinção.
Após a nota de repúdio feita pelo Major Carvalho, o prefeito Túlio Lemos ligou para o mesmo e disse que agora o major tinha decidido em que lado ficar, o da oposição. O Major disse que não tinha lado político nenhum e que apenas cumpriu com seu papel, então Túlio afirma que “Só tem bandidos na polícia de Macau” Carvalho então diz que dessa forma ele como comandante também é bandido e diz que vai gravar a ligação, neste momento Túlio diz que vai refazer o que disse e afirma “Vou retirar e vou refazer, a polícia de Macau não é bandida, há bandidos na polícia de Macau!” e diz que se expressou mal, mas logo depois reafirma novamente “há bandidos na polícia de Macau” e antes de desligar o telefone Túlio fala para o Major “o sr. Pode aí escolher o seu bandido preferido”.
Fontes de dentro da polícia nos informaram que o prefeito sempre tentou intervir na polícia local, tendo inclusive trazido o Major Carvalho para a cidade para que o mesmo atendesse seus pedidos, mas o major nunca teria cedido e por isso a relação entre os dois começou a se desgastar. O Major Carvalho teria recebido assim que chegou para trabalhar na cidade o pedido para transferir 03 policiais de Macau, sendo eles o Sargento Jonhy Cruif e os Cabos Leandro de Souza e Alan Paulista. O motivo seria porque os mesmos eram apoiadores do candidato derrotado por Túlio nas urnas, mas o Major nunca teria cedido aos pedidos, dizendo que só agiria dentro da legalidade.
Após o vazamento do áudio vários policiais afirmaram que vão mover ações judiciais contra o prefeito Túlio Lemos. O Major Carvalho por sua vez não deixou barato e registrou boletim de ocorrência, denunciou o caso no Ministério Público e solicitou a quebra do próprio sigilo telefônico para obter a gravação da conversa inteira e a confirmação do número telefônico que ele recebeu a chamada além de entrar com uma ações judiciais contra o prefeito. Amigos próximos ao Major Carvalho relataram que ele já está ciente de que o prefeito já pediu a sua transferência também e teria já chamado outros oficiais para substituírem o Major Carvalho, mas nenhum até agora teria aceitado. Os amigos dizem que o major afirmou que a o único lado que a Polícia Militar tem é o da justiça.
Após o áudio vazar na internet, um assessor e braço direito do prefeito Túlio Lemos, chamado Mateus Rudnick teria ameaçado o Major Carvalho na tentativa de chantagear o comandante afirmando em redes sociais que “o áudio não prova que é Túlio falando, mas que a voz é muito parecida” e ameaça ao dizer que “e se Túlio também tiver alguma coisa pra divulgar sobre ele?... Túlio também tem o direito de divulgar ‘as versões’ dele”.
BLOG do JM: O Major Carvalho tem relevantes serviços prestados aos potiguares e merece mais respeito por parte do Prefeito Túlio Lemos.
Major Carvalho tem nosso respeito e solidariedade.
Blog do João Marculino

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.