quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Bolsonaro defende pena maior para discriminação LGBT

Quarta, 31 de outubro de 2018


Em entrevista ao Jornal Nacional, já eleito, Jair Bolsonaro foi questionado por Renata Vasconcelos sobre as questões de cunho LGBT, citando frases descontextualizadas de Bolsonaro.

Disse ela: “Na campanha, o senhor repudiou o voto de quem usa a violência. Como presidente eleito, o que o senhor diria para aqueles que ousem ser preconceituosos e agressivos com outros seres humanos apenas por serem gays?”

Bolsonaro respondeu: “A agressão contra um semelhante tem de ser punida na forma da lei. E se for por um motivo como esse, tem que ter sua pena agravada.”

Bolsonaro, embora sempre questionado e atacado com o rótulo de homofóbico, vem respondendo desde um bom tempo que suas críticas sempre foram relacionadas ao chamado ‘kit gay’, o qual tentaram esconder durante a campanha de seu adversário Fernando Haddad.


VIA: REPUBLICADECURITIBA.NET

O pedido dos generais do Exército a Jair Bolsonaro

Quarta, 31 de outubro de 2018


Os eminentes generais da ativa do Exército querem um maior protagonismo das Forças Armadas no Nordeste.

Diz O Globo:

Bolsonaro receberá a proposta de intensificação das ações militares em duas frentes: o abastecimento por meio de carros-pipa em regiões que sofrem com a falta de água e obras da transposição e de revitalização do Rio São Francisco. São iniciativas relacionadas, portanto, ao combate à seca.

(…) O carro-chefe seria a chamada Operação Carro-Pipa, conduzida diretamente pelo Exército. Segundo os dados oficiais do programa, o abastecimento de água em lugares que sofrem com a seca beneficia quase 4 milhões de pessoas. (…) O programa alcança ainda regiões áridas de Minas Gerais e Espírito Santo.”

Mesmo após 16 anos de governo do PT e vivendo em uma tremenda miséria, Bolsonaroperdeu em todos os Estados do Nordeste. A chance agora é de fazer o Nordeste esquecer o comunismo de uma vez por todas. 


Via: PAPOTV
31/out/2018

Quem é quem na equipe de transição de Bolsonaro


Por Robson Pires, em

O G1 publica a lista de nomes da equipe de transição de Jair Bolsonaro, apurados pela TV Globo e associados à área econômica. São eles:
“Paulo Guedes – PHD pela Universidade de Chicago, um dos fundadores do banco Pactual. Futuro Ministro da Economia.
Adolfo Sachsida – Doutor em economia pela Universidade de Brasília e pós-doutor pela Universidade do a Alabama. É pesquisador do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA). Tem vários artigos publicados na área econômica.
Carlos da Costa – Foi diretor de planejamento, crédito e tecnologia do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Antes disso, presidiu o Instituto de Performance e Liderança, foi executivo residente no JP Morgan e sócio-diretor do Ibmec Educacional. Atuou como consultor em empresas e programas de governo, em especial nas áreas relacionadas a desenvolvimento, produtividade e mercado de capitais. Mestre e PHD pela UCLA, economista pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).
Marcos Cintra – Possui graduação em economia pela Harvard College, mestrado e metrado em planejamento regional na mesma universidade. Atualmente é professor titular e vice-presidente da Fundação Getúlio Vargas. Já foi Secretário de Planejamento do Município de São Paulo, vereador e deputado federal, com experiência na área econômica, com ênfase em política tributária.
Abraham Weintraub – Trabalhou na iniciativa privada, no Banco Votorantim por 18 anos onde foi economista-chefe e diretor.
Arthur Weintraub – É formado em direito pela USP. Especializado em previdência com 14 livros publicados.
Hussein Kalout – Secretário especial de assuntos estratégicos do atual governo, cientista político, professor de relações internacionais e pesquisador licenciado de Harvard. Na administração pública foi secretário de relações internacionais do Superior Tribunal de Justiça (STJ), consultor das Nações Unidas, secretário-geral da Comissão conjunta de Poderes Judiciários de America Latina, Caribe e União Europeia.
Roberto Castello Branco – Doutor em economia pela FGV e pós doutorado na mesma área pela Universidade de Chicago. Foi professor da Fundação Getulio Vargas (FGV), Presidente Executivo do IBMEC, diretor do Banco Central, Economista chefe da Vale do Rio Doce.
Waldery Rodrigues Junior – Doutor em economia, tem graduação em engenharia pelo Instituto Tecnológico de Aeronáutica. Fez mestrado em economia na Universidade de Michigan e doutorado pela Universidade de Brasília. É coordenador-geral na Secretaria de Política Econômica (SPE).”

PSL de olho em senadores e deputados eleitos; partido de Bolsonaro mira o capitão Styvenson


postado por blog  o cidadao



Nanico até o início do ano, o PSL, do presidente eleito, Jair Bolsonaro, tem feito investidas para se tornar o maior partido do Congresso. Com 52 deputados eleitos, o segundo maior número da Câmara, e quatro senadores, dirigentes da sigla têm como alvo parlamentares de legendas que não atingiram a cláusula de barreira e, portanto, ficarão sem estrutura partidária.
O objetivo é conquistar postos-chave nas duas Casas e poder ter controle sobre pautas prioritárias do futuro governo.
A intenção é chegar a 60 nomes na Câmara, ultrapassando o PT, que elegeu 56 deputados, e ganhar mais dois no Senado, chegando a seis, e se tornar a quarta maior bancada, empatada com PT e DEM. Os cargos na direção das duas casas e das comissões são divididos de acordo com o tamanho das bancadas. As maiores têm prioridade na escolha.
Um dos nomes alvo de assédio é o do senador eleito Capitão Styvenson (Rede-RN), conhecido em seu Estado por ser o “carrasco” da Lei Seca. As conversas ficarão a cargo do deputado federal e senador eleito Major Olímpio (PSL-SP), futuro colega do Capitão. “Eu tenho todo interesse que isso aconteça (Styvenson migrar para o PSL), mas não conversei com ele ainda, não. Ele foi para a Rede por aquela questão da candidatura avulsa, mas eu vou convidá-lo, não tenha a menor dúvida. Aqueles que tiveram afinidade de propósito, ideias, vão ser muito bem-vindos”, disse Olímpio ao Estadão/Broadcast.
Dos 30 partidos que elegeram parlamentares neste ano, nove não atingiram a cláusula de barreira: PCdoB, Rede, Patriotas, PHS, PRP, PMN, PTC, PPL e DC. Juntas, essas legendas fizeram 41 parlamentares que estão autorizados a trocar de partido – 32 deputados e nove senadores. É entre os nomes desta lista que o PSL busca viabilizar seu crescimento.
Na Câmara, a deputada eleita pelo Distrito Federal Bia Kicis (PRP) é um dos nomes que fazem parte dessa leva. Ela já confirmou que está migrando para o PSL. “O Bolsonaro me quer no partido”, disse Bia, que acompanhou a apuração da votação no domingo na casa do presidente eleito.
A intenção da procuradora aposentada é presidir a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na Câmara, o que não teria chances pela atual legenda. A comissão é a mais importante da Casa, por onde passam os principais projetos.
Dois deputados eleitos pelo PMN também afirmam que já receberam convite para se juntar ao PSL. Presidente do partido no Maranhão, Eduardo Braide (PMN-MA), prefere não falar de migração agora. Ele estuda a fusão de seu partido com outras legendas, como o PHS ou Patriotas. “Não dando certo a fusão, vou estudar o convite”, afirmou. Seu colega de legenda, Pastor Gildenemyr (PMN-MA) também confirma que recebeu o convite e disse que estuda a migração. Ele afirmou que há uma demanda do seu eleitorado, o público evangélico do Estado, para que entre para o partido de Bolsonaro.
“Não estamos querendo cooptar ninguém, mas estamos de braços abertos para esses deputados, desde que eles não venham de partidos de esquerda”, disse o deputado eleito Luciano Bivar (PE), que reassumiu o comando do PSL no início desta semana.
Senado
Além do Capitão Styvenson, outro nome que será alvo de assédio do PSL no Senado é o do Delegado Alessandro Vieira (Rede-SE). Ele declarou apoio a Bolsonaro no segundo turno. Porém, a exemplo dos parlamentares do PMN, aguarda uma eventual fusão da Rede com outras legendas, como o PPS, para decidir se vai ou não continuar na atual sigla.
A intenção do PSL ao aumentar a bancada no Senado é ter mais força para conquistar um cargo como a Primeira Secretaria da Mesa Diretora. O posto é considerado estratégico para definir os rumos da pauta na Casa. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
O Povo, com Estado de São Paul

terça-feira, 30 de outubro de 2018

GOVERNO AINDA NÃO TEM DATA PARA PAGAMENTOS DA FOLHA DE OUTUBRO E DÉCIMO-TERCEIRO SALÁRIO

 

 

POSTADO POR BLOG   O CIDADAO 



Os servidores públicos do Estado ainda não têm notícias sobre o calendário de pagamento da folha salarial referente ao mês de outubro. Também não há informações sobre a quitação do 13º salário atrasado desde o mês de dezembro de 2017 para quem recebe a partir de R$ 4 mil. No momento, a única expectativa, conforme declaração da assessoria de imprensa do Governo do Rio Grande do Norte, é a de que o Executivo deve se pronunciar sobre o assunto nesta terça (30) ou quarta-feira (31). Questionada pela reportagem do jornal natalense Tribuna do Norte se o calendário completo seria divulgado, inclusive a projeção para pagamento do 13º salário de 2018, a assessoria não soube responder.

 “Tudo indica que teremos novidades amanhã (hoje) ou até a quarta-feira sobre o pagamento dos salários de outubro”, adiantou a assessoria de imprensa do Governo Estadual sem dar certeza de que, de fato, o calendário para pagamento do funcionalismo será anunciado nos próximos dias.

A presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público da Administração Direta do RN (Sinsp-RN), Janeayre Souto, foi enfática ao comentar sobre a falta de informações sobre a folha salarial de outubro: “Nada ainda, nem para fazer um chá. Estamos indo atrás para saber”.

Amanhã haverá novas reuniões do Fórum Estadual de Servidores do RN, que reúnem representantes de diversos Sindicatos e Associações, para discutir o tema. “O Fórum está chamando uma reunião das entidades para definir quais as providências serão tomadas caso não tenhamos nenhuma informação até quarta-feira (31). Vamos pressionar o Gabinete Civil para que haja um posicionamento, inclusive para saber do 13º salário de 2018, cuja primeira parcela deve ser paga agora em novembro”, disse Santino Arruda, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos da Administração Indireta do RN (Sinai-RN).

Santino destacou que “uma greve no fim do ano não é boa, ainda mais em período de transição, mas uma paralisação não está descartada”.

O sindicalista contou que uma comitiva do Sinai-RN esteve na Secretaria Estadual de Planejamento e Finanças (Seplan), e que “infelizmente não há garantia de nada, nem sobre o 13º de 2017, embora esteja circulando que o pagamento do salário de outubro saia até o dia 10 de novembro”.

Servidores da segurança

A Tribuna do Norte teve acesso à nota interna emitida ontem pelo Sinpol-RN (Sindicato dos Policiais Civis e Servidores da Segurança Pública do RN) aos policiais civis. O texto diz que quanto ao 13º salário de 2017 “continua a mesma situação: o Governo alega que não há dinheiro para pagar, e que ainda existe a remota possibilidade de adiantamento dos royalties do petróleo” para quitação do benefício.

Nilton Arruda, presidente do Sinpol-RN, informou que o “Governo do RN deverá continuar efetuando o pagamento dos salários do mês corrente até o dia 10 do mês seguinte. Nesse passo, a folha salarial de dezembro de 2018 já ficará sob responsabilidade da próxima gestão”.

A assessoria de imprensa da Polícia Militar do RN também foi consultada, e confirmou não haver nenhuma informação sobre o assunto “folha salarial de outubro, 13º de 2018 e pendências do 13º salário de 2017”.

Com informações da Tribuna do Norte

Bolsonaro diz em culto não ser o mais capacitado: ‘Mas Deus capacita os escolhidos’




POSTADO POR BLOG  O CIDADAO
O presidente eleito Jair Bolsonaro durante um culto no Rio de Janeiro, ao lado do pastor Silas Malafaia — Foto: Reprodução
O presidente eleito Jair Bolsonaro participou de um culto no Rio de Janeiro na noite desta terça-feira (30) e afirmou não ser o mais capacitado. Em um breve discurso, acrescentou: “Mas Deus capacita os escolhidos”.
No último domingo (28), Bolsonaro recebeu 57,7 milhões de votos (55,1%) e derrotou Fernando Haddad (PT) no segundo turno da eleição presidencial – Haddad recebeu 47 milhões de votos (44,8%).
O novo presidente passou esta terça no Rio e, mais cedo, recebeu aliados para discutir os nomes dos futuros ministros do governo (leia detalhes mais abaixo).
“Primeiro, quero agradecer a Deus por estar vivo. Pelas mãos de profissionais da saúde, Deus operou um milagre. Depois, quero agradecer também a Deus por esta missão, porque o Brasil está numa situação um tanto quanto complicada, com crise ética, moral e econômica. Tenho certeza que não sou o mais capacitado, mas Deus capacita os escolhidos”, disse Bolsonaro, ao lado do pastor Silas Malafaia.
O presidente eleito se emocionou durante a fala, embargando a voz. A plateia, então, o aplaudiu.
Pessoas na igreja visitada por Bolsonaro manifestam apoio ao presidente eleito — Foto: Reprodução
Durante o culto, Bolsonaro pediu às pessoas que oraram pela vida dele que, agora, orem para ele conseguir montar uma boa equipe de governo, com boas ideias, além de “coragem” para tomar as melhores decisões para o país.
Ao repetir o slogan da campanha, “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”, Bolsonaro disse ter compromisso com “os valores da família cristã”.
“Quero agradecer a este povo de Deus pela confiança depositada em meu nome. E que os senhores e as senhoras podem esperar d emim uma pessoa comprometida com os valores da família cristã”, disse.
Bolsonaro se reuniu nesta terça-feira com o economista Paulo Guedes, futuro ministro da Economia; Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil; e Gustavo Bebianno, dirigente do PSL e uma das pessoas mais próximas ao presidente eleito.
Ao deixar o encontro, Paulo Guedes informou que uma das decisões tomadas pelo novo presidente foi unificar os ministérios da Fazenda, do Planejamento e da Indústria e Comércio.
Paulo Guedes disse, ainda, que será “natural” se o atual presidente do Banco Central, Ilan Golfajn, permanecer no cargo.
Outra decisão tomada, segundo Onyx Lorenzoni, foi unificar os ministérios da Agricultura e do Meio Ambiente.
G1

Com ciúmes homem amarra namorada em tronco de madeira na zona rural de São Rafael/RN
postado por blog  o cidadao



Um homem com ciúmes de sua namorada, amarrou ela num tronco na comunidade de desterro, em São Rafael, no Oeste do Rio Grande do Norte. O caso foi registrado pela polícia militar da cidade por volta das 14hs da tarde de segunda-feira, 29 de Outubro do corrente ano.
Segundo informações apuradas, apontam de que o homem teria recebido a informação que sua namorada havia se encontrado com o ex-companheiro dela, ao qual ela tem uma filha com o ex. O atual namorado, enciumado, levou a namorada até a comunidade de desterro, e amarrou a garota num tronco de uma árvore e disse que ela morreria aos poucos. O local é deserto e um cidadão encontrou a mulher desmaiada no tronco toda amarrada.
Ele acionou a polícia militar de São Rafael, informando ter encontrado uma mulher morta amarrada. Os policiais chegaram no local e verificaram que a garota encontrava-se desmaiada. A ambulância com o médico plantonista da cidade foram acionados pela PM e realizaram os primeiros atendimentos a menina no local.
Ela foi levada ao hospital, medicada e depois ficou em observação. A polícia chegou a realizar várias diligências para tentar prender o acusado, que encontra-se foragido. O caso passa a ser motivo de investigação pelo delegado de Assú, Dr. Cidorgeton Tony.

Fonte: JalissonFerreira

quarta-feira, 31 de outubro de 2018

Mais informações sobre ataque de bandidos a cidade de Ouro Branco


postado por blog  o cidadao
A cidade de Ouro Branco-RN foi sitiada por bando fortemente armado nessa madrugada, 31. O grupo atacou primeiramente o Destacamento de Polícia Militar, na sequência, dividido, explodiu os prédios dos Correios e caixa eletrônico do Bradesco.
Um policial à paisana disse ter conseguido ver um dos veículos usados na ação criminosa que deixou Ouro Branco em 'estado de choque'. Uma caminhonete Toro, cor branca, carregava vários bandidos sobre a carroceria, onde foram vistos armas longas.
O blog Jair Sampaio conseguiu contato com um policial militar da cidade, que confirmou a explosão dos dois prédios. "Os Correios ainda ficaram com as paredes em pé, mas o Bradesco ficou totalmente destruído, no chão, literalmente", disse o PM. 
Ainda de acordo com policial, o bando devia ter informação que o pagamento da prefeitura está previsto para esta quarta feira, 31, e por isto a ação. Existe a possibilidade de o caixa do Bradesco não ter sido abastecido, muito menos os Correios. Os policiais que estavam de serviço na cidade não foram atingidos, e passam bem. A Polícia Militar enviou apoio à cidade, mas a distância com Caicó e Jardim do Seridó não colabora para o trabalho policial. O bando conseguiu fugir, mas sem levar dinheiro.
JAIR SAMPAIO
Por volta das 02 horas da madrugada dessa quarta-feira (31/10/18) bandidos fortemente armados invadiram a pacata cidade de Ouro Branco, no seridó do Rio Grande do Norte, explodiram agência dos correios e um caixa eletrônico do Bradesco.
Nesse momento Policiais Militares do RN (6º BPM e da 3ª CIPM) e da Paraíba foram mobilizados e realizam um grande cerco na região. 
No aguardo de mais informações.
Da redação

Blog Ouro Branco Notícia
Por volta das 02h da madrugada de hoje, quarta-feira (31), bandidos fortemente armados arrombaram um caixa do Bradesco e a agencia dos Correios da cidade de Ouro Branco. Foram vários disparos pela cidade e próximo a casa de Policiais. O destacamento da Policia Militar também foi metralhado.
Os Assaltantes fugiram em direção a Paraíba.

terça-feira, 30 de outubro de 2018

ELEIÇÕES 2018: Bolsonaro diz que não vai perseguir governadores do PT e da oposição



POSTADO POR BLOG   O CIDADAO

Da Folha de S. Paulo, a entrevista do presidenciável Jair Bolsonaro, deixando bem claro que, caso seja eleito, vai governador para quem votou e para quem não votou nele.

Mais do que o óbvio.

Eis a reportagem da Folha, repercutindo a entrevista que o candidato deu a uma emissora de TV do Piauí:

Vamos acabar com coitadismo de nordestino, de gay, de negro e de mulher, diz Bolsonaro

Segundo o presidenciável, que voltou a criticar a Folha, políticas afirmativas reforçam preconceito

Yala Sena – Teresina

Ao mirar eleitores do Nordeste na reta final da campanha, o candidato do PSL à Presidência da República, Jair Bolsonaro, afirmou em entrevista à TV Cidade Verde, afiliada do SBT no Piauí, que irá acabar com a política do “coitadismo” de nordestino, gay, negro e mulher. Segundo ele, as políticas afirmativas reforçam o preconceito.

“Isso não pode continuar existindo. Tudo é coitadismo. Coitado do negro, coitado da mulher, coitado do gay, coitado do nordestino, coitado do piauiense. Vamos acabar com isso”, disse.

Na entrevista, o candidato afirmou que não perseguirá os governadores do PT e da oposição. “Não podemos prejudicar o povo do Piauí (se referindo ao governador reeleito Wellington Dias, do PT), qualquer estado que seja, porque tem um governador que não se alinhe ideologicamente conosco. Vamos tratar todos os estados de forma republicana.”

Sobre o MST, o candidato disse que vai trata-lo como ação de terrorismo. “Ações do MST serão tipificadas como terrorismo. Esse pessoal não pode continuar levando terror ao campo”.

Ele voltou a falar sobre a polêmica do WhatsApp e criticou a Folha. “Primeiro, a matéria surgiu na Folha de S.Paulo, num jornal de sempre, num jornal que não tem qualquer compromisso com a verdade”, disse.

A reportagem em questão foi publicada pela Folha na quinta-feira (18) e mostra o pagamento a agências de mídia, por empresários simpáticos a Bolsonaro, para disparar mensagens antipetistas a grandes bases de eleitores no WhatsApp. A legislação eleitoral proíbe a doação por empresas às campanhas, e os valores não foram declarados.

Bolsonaro diz que a reportagem é “plantada” e que foi usada de argumento para ações no Supremo para o PT e PDT. E negou envolvimento com o caso.
“Não tenho qualquer contato com empresário, nunca pedi pra ninguém fazer isso. Afinal de contas, nos dominamos as mídias sociais desde antes de começar a eleição. Não temos 7 milhões de seguidores de agora. No meu Facebook nunca impulsionamos nada, nunca pagamos dez centavos. É o desespero por parte deles”.

*Thaisa Galvão

segunda-feira, 29 de outubro de 2018

CRIME DE HOMICÍDIO NA CIDADE DE ANTÔNIO MARTINS


POSTADO POR BLOG   O CIDADAO


Um jovem conhecido por Xexeu foi morto com tiros na cabeça na cidade de Antônio Martins, no início da noite desta segunda-feira, 29, no Alto Oeste do Rio Grande do Norte.

A confirmação do assassinato é do delegado Aroldo Sales, que acionou o Instituto Técnico-científico de Perícia, de Mossoró, para remover o corpo para exames.

Daqui a pouco mais informações

Presidentes do TSE e STF, arrogantes, não parabenizaram o presidente da República

Segunda, 29 de Outubro de 2018

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO


Registre-se: apenas Michel Temer telefonou ao Presidente eleito Jair Bolsonaro.

Fugindo à tradicional liturgia institucional, a atual presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ministra Rosa Weber, optou por não ligar; a mesma opção fez o atual presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Toffoli; o candidato derrotado Fernando Haddad também recusou-se a ligar para o vencedor. Todos decidiram pela arrogância.

E são exatamente esses arrogantes quem passaram toda campanha acusando Bolsonaro de não respeitar as instituições brasileiras. Como já disse anteriormente, essa gente mede os outros pela régua do próprio umbigo.

São eles quem não respeitam as instituições, as tradições, as liturgias que cercam o poder. Que comece a quimioterapia!

Em tempo: Após a polêmica, a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Ministra Rosa Weber, e o presidente do Supremo Tribunal Federal, Ministro Dias Toffoli, decidiram finalmente cumprir o rito litúrgico tradicional das instituições e telefonaram para o presidente eleito Jair Bolsonaro.

Viva as Redes sociais!

Bolsonaro quer Moro no Ministério da Justiça ou no STF

Terça, 30 de Outubro de 2018

POSTADO POR   BLOG   O CIDADAO


Em entrevista à Rede Record, o presidente eleito, Jair Bolsonaro, afirmou que pretende oferecer o cargo de ministro da Justiça ao juiz Sérgio Moro. Bolsonaro também disse cogitar o magistrado para uma vaga no STF. Segundo o presidente, ele não deu essas declarações durante a campanha eleitoral para evitar as acusações de oportunismo.

da Redação

Jornal da Cidade Online

Vencedor em 21 capitais, Bolsonaro obteve vantagem expressiva em 16; na região Nordeste, capitão venceu em Natal, João Pessoa e Maceió

Terça, 30 de Setembro de 2018

POSTADO POR BLOG   O CIDADAO


Foto: AFP / Carl DE SOUZA )Jair Bolsonaro (PSL) foi o vencedor em 21 das 27 capitais brasileiras na eleição para presidente realizada nesse domingo (28/10). Ele obteve mais de 60% dos votos válidos em 16: São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Manaus, Goiânia, Campo Grande, Maceió, Cuiabá, Porto Velho, Florianópolis, Rio Branco, Vitória, Boa Vista e Palmas. 

O capitão reformado do Exército obteve seu melhor desempenho em Rio Branco, no Acre, cidade natal de Marina Silva, candidata à presidência pela Rede no primeiro turno. Na capital acreana, Bolsonaro contabilizou 82,77%. Em Curitiba, no Paraná, onde está preso o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o índice do militar também foi bastante expressivo: 76,54%. Em seguida vêm Goiânia (74,2%) e Campo Grande (71,27%). 

Fernando Haddad, por sua vez, contabilizou mais votos válidos em seis capitais: Salvador, Fortaleza, Recife, São Luís, Teresina e Aracaju. O único local onde o petista ‘sobrou’ foi na capital baiana: 68,59%. 

No geral, Bolsonaro encerrou o pleito com 55,13% (57.797.416). Haddad alcançou 44,87% (47.040.380). O deputado federal pelo Rio de Janeiro tomará posse na presidência em 1º de janeiro de 2019. 

Resultados em todas as capitais (entre parênteses, o número de votos) 

São Paulo-SP 

Jair Bolsonaro – 60,38% (3.694.834) 
Fernando Haddad – 39,62% (2.424.125) 

Rio de Janeiro-RJ 

Jair Bolsonaro – 66,35% (2.179.896) 
Fernando Haddad – 33,65% (1.105.393) 

Brasília-DF 

Jair Bolsonaro – 69,99% (1.080.411) 
Fernando Haddad – 30,01% (463.340) 

Salvador-BA 

Fernando Haddad – 68,59% (985.532) 
Jair Bolsonaro – 31,41% (451.273) 

Belo Horizonte-MG 

Jair Bolsonaro – 65,59% (901.513) 
Fernando Haddad – 34,41% (472.887) 

Fortaleza-CE 

Fernando Haddad – 55,61% (739.265) 
Jair Bolsonaro – 44,39% (590.033) 

Curitiba-PR 

Jair Bolsonaro – 76,54% (786.377) 
Fernando Haddad – 23,46% (241.015) 

Manaus-AM 

Jair Bolsonaro – 65,72% (686.999) 
Fernando Haddad – 34,28% (358.364) 

Recife-PE 

Fernando Haddad – 52,5% (482.673) 
Jair Bolsonaro – 47,5% (436.764) 

Porto Alegre-RS 

Jair Bolsonaro – 56,85% (436.643) 
Fernando Haddad – 43,15% (331.419) 

Belém-PA 

Jair Bolsonaro – 54,93% (427.982) 
Fernando Haddad – 45,07% (351.193) 

Goiânia-GO 

Jair Bolsonaro – 74,2% (528.525) 
Fernando Haddad – 25,8 (183.731) 

São Luís-MA 

Fernando Haddad – 57,78% (306.690) 
Jair Bolsonaro – 42,22% (224.108) 

Campo Grande-MS 

Jair Bolsonaro – 71,27% (337.170) 
Fernando Haddad – 28,73% (135.939) 

Maceió-AL 

Jair Bolsonaro – 61,63% (268.027) 
Fernando Haddad – 38,37% (166.838) 

Natal-RN 

Jair Bolsonaro – 52,98% (220.770) 
Fernando Haddad – 47,02% (195.938) 

Teresina-PI 

Fernando Haddad – 62,73% (273.796) 
Jair Bolsonaro – 37,27% (162.652) 

João Pessoa-PB 

Jair Bolsonaro – 54,8% (228.710) 
Fernando Haddad – 45,2% (188.655) 

Cuiabá-MT 

Jair Bolsonaro – 66,94% (222.077) 
Fernando Haddad – 33,06% (109.681) 

Aracaju-SE 

Fernando Haddad – 52,76% (155.892) 
Jair Bolsonaro – 47,24% (139.603) 

Porto Velho-RO 

Jair Bolsonaro – 68,94% (166.145) 
Fernando Haddad – 31,06% (74.847) 

Florianópolis-SC 

Jair Bolsonaro – 64,86% (169.952) 
Fernando Haddad – 35,14% (92.063) 

Macapá-AP 

Jair Bolsonaro – 55,15% (120.603) 
Fernando Haddad – 44,85% (98.083) 

Rio Branco-AC 

Jair Bolsonaro – 82,77% (158.264) 
Fernando Haddad – 17,23% (32.937) 

Vitória-ES 

Jair Bolsonaro – 63,19% (123.734) 
Fernando Haddad – 36,81% (72.064) 

Boa Vista-RR 

Jair Bolsonaro – 78,61% (132.361) 
Fernando Haddad – 21,39% (36.021) 

Palmas-TO 

Jair Bolsonaro – 64,88% (84.782) 
Fernando Haddad – 35,12% (45.892) 

Estado de Minas / J.Belmont

VIRA LEI OBRIGAÇÃO DE NOTIFICAR CASOS DE VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER EM 24 HORAS   POSTADO NO BLOG  O CIDADAO  Foi publicada nova...