quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Caso esclarecido: Elemento preso em Apodi confessa ter matado Maria Clara de 12 anos por "desavenças familiares"

A Polícia Militar prendeu na tarde desta quarta-feira (17), o suspeito de matar a pré-adolescente Maria Carla, de 12 anos, no município de Apodi, no Oeste potiguar. O corpo da menina foi encontrado hoje nas imediações do Sítio Góis, zona rural de Apodi. A família confirma esta informação.O suspeito do crime era cunhado da vítima: Paulo Batista de Sousa. Segundo o delegado de Apodi, Rafael Câmara, o suspeito confessou que matou a menina por conta de "desavenças familiares".
Rafael Câmara informou que os exames do Instituto Técnico-Científico de Perícia (ITEP) deverão confirmar que o corpo é, de fato, da menina. A ossada humana foi recolhida pela equipe do ITEP para a sede do órgão, em Mossoró. Ela pode ser identificada pelas vestimentas e arcada dentária. O corpo deve passar por exames de DNA, em Natal.
Após prestar esclarecimentos ao delegado, o suspeito deve ser encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Apodi e em seguida deve ser transferido para outra unidade prisional do estado.

Fonte: Focoelho

quarta-feira

Homem é preso suspeito de engravidar a enteada de 12 anos na Paraíba

POSTADO POR BLOG  O CIDADAO

Engravidar
Um homem de 36 anos foi preso, na manhã desta quarta-feira (17), suspeito de estuprar e engravidar a própria enteada, uma adolescente de 12 anos. O caso aconteceu no bairro de Tibiri, que fica no município de Santa Rita, na Grande João Pessoa. O suspeito foi preso em casa.
De acordo apuração da 98FM em João Pessoa, a gravidez da adolescente foi descoberta após o pai biológico desconfiar do comportamento da filha, que apresentava enjôos e não se comunicava com outras pessoas como fazia anteriormente.
Com isso, o pai levou a adolescente para realização de um exame, que atestou a gravidez. Questionada, a menina revelou que havia sido estuprada pelo padrasto.
Acionada, a Polícia Militar foi até a casa do suspeito e o prendeu, encaminhando-o para a Central de Polícia Civil. Em entrevista a TV Correio, o homem negou ter estuprado a enteada e disse que ela pode ter engravidado dele após ter contato com ‘alguma coisa que ele deixou no banheiro’.
A adolescente foi encaminhada a Polícia Civil e irá passar por exame de conjunção carnal para comprovar o estupro.

Fonte: Portal Correio

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.