domingo, 2 de dezembro de 2018

Bolsonaro pretende diminuir a idade para aposentadoria

Sábado, 01 de Dezembro de 2018




Jair Bolsonaro, presidente eleito do Brasil, em entrevista à TV Aparecida, disse que espera que seja aprovado pelo tempo “por menor que seja”, a Reforma da Previdência. O futuro presidente sugere fixação da idade mínima para 61 anos para os homens e 56 para mulheres.

“Um grande passo, no meu entender, se este ano for possível, vamos passar para 61 anos [a idade mínima] o serviço público para o homem, 56 para a mulher, e majorar também o ano nas demais carreiras. Acredito que seja um bom começo para entrar no ano que vem já tendo algo de concreto para nos ajudar na economia”, declarou Jair Bolsonaro em entrevista cedida à TV Aparecida.

Ainda segundo o militar, universalizar a idade mínima de 65 anos de idade para aposentadoria, pois em algumas profissões são inconciliáveis com a aposentadoria até mesmo aos 60 anos, ele usou a categoria de policiais como exemplo. “Não é justo colocar lá em cima (a idade mínima)”, concluiu.

Durante a entrevista, ele citou que a Reforma da Previdência será uma das prioridades de seu governo. “Não adianta ter uma boa proposta previdenciária, se ela não vai passar na Câmara e no Senado. Queremos dar um passo, por menor que seja, mas dar um passo na Reforma da Previdência, que é necessário”, citou.

Na entrevista, Bolsonaro indicou que deve manter em pastas distintas Meio Ambiente e Agricultura, não deu sinalizações de fusão das duas áreas. “Vários ruralistas estão achando que não é o caso a fusão, mas vou deixar bem claro que não vai haver diferença.”

Bolsonaro também comentou que somente ele nomeará os ministros. “Quem vai nomear o ministro do Meio Ambiente vai ser eu, e não vão ser essas pessoas que tivemos até o momento transitando por lá, prestando um desserviço ao meio ambiente e um desserviço ao homem do campo”, disse em entrevista.

Ainda em tempo, lhe foi perguntado se está em seus planos a liberação do aborto, ao que respondeu que essa questão deve permanecer da mesma forma que está.

“O compromisso que tenho é não deixar ampliar o aborto em hipótese alguma“, afirmou e completou: “Eu sou contra o aborto, mas a questão do risco de morte para a mãe é uma questão que fica difícil. Se não abortar uma gravidez tubária, a mãe vai morrer. Qual é a solução? É deixar acontecer? Peço a Deus que me ilumine para tomar uma decisão no tocante a isso, caso essa questão volte a ser discutida no plenário da Câmara e do Senado”,

Fonte: News Atual

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.

MINISTÉRIO DA SAÚDE DIVULGA 250 MUNICÍPIOS EM SITUAÇÃO DE ALERTA PARA DENGUE,ZIKA E CHIKUNGUNYA 61 ESTÃO NO RN INCLUSIVE MOSSORÓ Ter...