sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Família de preso morto durante rebelião em penitenciária do RN deverá receber 40 mil reais de indenização

Sexta, 21 de Dezembro de 2018

*G1RN

ImagemA sentença condenatória  em desfavor do estado do Rio Grande do Norte foi do juiz Bruno Montenegro Ribeiro Dantas, da 3ª Vara da Fazenda Pública de Natal. O valor da indenização é de 40 mil reais e deverá ser paga pelo estado à mãe do preso, Felipe Renê Lima de Oliveira, um dos 26 presos mortos durante a rebelião na Penitenciária de Alcaçuz, ocorrida em janeiro de 2017. na Penitenciária Estadual de Alcaçuz.
Segundo documentos apresentados pela mãe do preso, ficou comprovado que Felipe foi morto dentro de Alcaçuz em decorrência de uma anemia aguda, causada por ferimentos no tórax e região cervical por ação perfurocortante. Este é o primeiro caso noticiado de indenização de referente ao ’Massacre de Alcaçuz’, como ficou conhecida a matança.
Imagem
Em defesa o Estado alegou a inexistência de atos ilícitos imputável a si. Afirmou também que não ficou comprovada a sua culpa, em razão de não ter sido o Estado causador da morte do falecido. Informou ainda, que não foi comprovado que o apenado falecido exercia atividade remunerada e assim contribuía para o sustento da família antes da prisão.
No entanto para o magistrado, o fato lesivo decorreu de “ato omissivo do Estado, que negligenciou a proteção da integridade física do detento, ao permitir que ele fosse morto por ação perfurocortante dentro do estabelecimento prisional”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é importante para que possamos desenvolver um bom trabalho.

PROJETO PAZ NA ESCOLA DO 12º BPM/2ª DIREC REALIZA VISITA A TURMA DO 5º ANO DA ESCOLA MANOEL JOÃO EM MOSSORÓ/RN.     POSTADO POR BLO...